Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil prevê inaugurar estação na Antártica em 2020, oito anos após incêndio

Obra é executada por uma empresa chinesa e, segundo a Marinha, se aproxima do final. Incêndio em 2012 destruiu estação, e dois militares morreram.
Por Guilherme Mazui | G1 — Brasília

Passados sete anos desde o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, a Marinha prevê inaugurar a nova estação em março de 2020.

Executada pela empresa chinesa Ceiec, a obra se aproxima do final, segundo a Marinha, que prevê concluir as obras civis e a instalação de máquinas e mobiliário até 31 de março, iniciando um período de testes do complexo científico até março de 2020. Após os testes, a estação poderá receber militares e pesquisadores.

"A previsão de inauguração é março de 2020, quando os pesquisadores e o Grupo-Base [de militares] deverão ocupar em definitivo as instalações da nova Estação Antártica Comandante Ferraz", informou a Marinha ao G1.

Com investimento de US$ 99,6 milhões, o complexo receberá profissionais que atuam no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), criad…

Mísseis americanos Patriot fortalecem futura defesa antiaérea da Alemanha

As autoridades dos Estados Unidos aprovaram a integração de mísseis norte-americanos Patriot PAC-3 no futuro sistema de defesa antiaérea da Alemanha.


Sputnik

Segundo comunica a agência Reuters, citando representantes do Pentágono, o Bundeswehr (Forças Armadas da Alemanha) planeja substituir o seu sistema MEADS (Medium Extended Air Defense System, na sigla em inglês) que atualmente constitui a base da defesa antiaérea alemã, por complexos antimísseis estadunidenses Patriot.


Sistema de defesa antimíssil norte-americano Patriot PAC-3 em ação
Patriot PAC-3 | CC BY 2.0 / Agência de defesa antimíssil dos EU

Em particular, destaca-se que o país europeu pretende assinar o contrato de entrega em 2019 e posicionar o sistema em seu território já em 2025.

Em agosto, o Ministério da Defesa da Alemanha pediu às empresas Lockheed Martin norte-americana e MBDA europeia para apresentarem as propostas finais. No entanto, indica a agência, citando as palavras de uma fonte que conhece a situação, a integração dos novos mísseis no sistema de defesa antiaérea alemã precisou da aprovação de Washington.

Um representante do Departamento de Defesa dos EUA confirmou essas informações à Reuters, sem, no entanto, fornecer quaisquer detalhes.

Vale destacar que, de acordo com dados preliminares, o preço do novo sistema pode superar em alguns bilhões seu custo inicial, estimado em 4 bilhões (R$ 16,9 bilhões).

O sistema Patriot é um sistema de mísseis de longo alcance projetado para proteger contra aeronaves, drones e mísseis balísticos ou de cruzeiro. A solução de longo alcance e alta altitude foi testada mais de 3.000 vezes.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas