Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Número de feridos no ataque químico em Aleppo sobe para 107 (VÍDEO)

De acordo com a mídia estatal síria, já são 107 os civis que ficaram feridos na sequência de um ataque terrorista com uso de cloro na cidade síria de Aleppo.


Sputnik

Segundo comunica a agência SANA, entre os feridos estão mulheres e crianças. Em geral, sua condição é estimada como de gravidade ligeira e média, mas alguns pacientes precisaram ser internados em seções de terapia intensiva.


Vítima de um ataque químico em Aleppo, realizado em 24 de novembro de 2018
Vítima de ataque químico em Aleppo, Síria © AP Photo / SANA

Os agrupamentos terroristas da zona de desescalada em Idlib atacaram os bairros noroeste de Aleppo, disparando munições de morteiro de 120 mm alegadamente carregadas com cloro.

Os especialistas em armas químicas russos se deslocaram imediatamente aos bairros atacados e, com a ajuda de equipamentos especiais, já estão acompanhando as pessoas hospitalizadas e monitorizando a situação.

Recentemente, o representante oficial do Ministério da Defesa da Rússia, Igor Konashenkov, relembrou que a parte russa havia chamado atenção do público internacional para as tentativas dos Capacetes Brancos de organizarem provocações com substâncias tóxicas na zona desmilitarizada de Idlib, para depois alegadamente culparem o governo sírio pelos ataques.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas