Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Irã ameaça romper limite de reservas de urânio; entenda o que país pode fazer se sair de acordo nuclear

Sem regulação, país pode adotar equipamentos mais modernos e rápidos e ampliar volume de enriquecimento de material que pode ser usado em armas nucleares. Acordo foi firmado em 2015 entre Irã e mais seis países, mas Trump retirou EUA em maio de 2018.
Associated Press

O Irã anunciou que irá exceder o limite de reservas de urânio determinado pelo acordo nuclear de 2015, ampliando as tensões no Oriente Médio.

O prazo de 27 de junho dado por Teerã vem antes de outra data limite, 7 de julho, para que a Europa apresente melhores termos para que o país permaneça no acordo. Se essa segunda data passar sem nenhuma ação, o presidente iraniano Hassan Rouhani diz que a república islâmica irá provavelmente retomar o alto enriquecimento de urânio.

Veja a seguir em que situação está o programa nuclear do Irã atualmente:

O acordo nuclear

O Irã fechou um acordo nuclear em 2015 com Estados Unidos, França, Alemanha, Reino Unido, Rússia e China. O acordo, formalmente conhecido como Plano de Ação Conjunto Abran…

Número de mortos em confronto na Faixa de Gaza sobe para 7

Confronto deixou seis palestinos e um soldado israelense mortos em um episódio ainda não esclarecido ocorrido na Faixa de Gaza neste domingo (11). Uma das vitímas é Nur Barake, comandante da ala militar do Hamas.



Sputnik

Fawzi Barhoum, um porta-voz do Hamas, o movimento islâmico que controla a Faixa de Gaza, denunciou um "ataque covarde de Israel". 


Palestinos tentam remover parte da cerca israelense durante um protesto na Cisjordânia, em 30 de março
© REUTERS / Mussa Qawasma

O braço armado do Hamas alega que uma equipe de forças especiais de Israel se infiltrou perto de Khan Yunis em um carro civil.

Após o confronto irromper, sirenes foram relatadas no sul de Israel, indicando um possível ataque de foguetes vindos de Gaza. Dois lançamentos de Gaza em direção a Israel foram confirmados e ambos foram interceptados pelas defesas de mísseis israelenses, disse o Exército israelense.

O Ministério da Saúde de Gaza disse que seis palestinos foram mortos.

Já as Forças de Defesa de Israel (IDF, na sigla em inglês) afirmaram que "durante uma operação das forças especiais em Gaza, uma troca de tiros ocorreu" e que um soldado morreu e outro ficou ferido.

Uma operação terrestre dentro da Faixa de Gaza seria rara e provavelmente aumentaria significativamente as tensões.

O gabinete do primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, disse que ele encurtará sua viagem a Paris, onde estivera participando das comemorações da Primeira Guerra Mundial.

Os incidentes de hoje ocorrerem enquanto os mediadores egípcios tentam fazer com que o Hamas e Israel cheguem a um acordo para uma trégua.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas