Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Reino Unido reforçará sua presença militar no Ártico para se opor à Rússia, diz mídia

O ministro da Defesa britânico, Gavin Williamson, disse que o Reino Unido pretende reforçar a presença militar no Ártico para “proteger” o flanco norte da OTAN das ações da Rússia, segundo o diário The Telegraph.
Sputnik

Segundo o jornal, mais de 1.000 fuzileiros navais da Marinha britânica farão treinamentos anuais com colegas noruegueses no âmbito de um programa previsto para dez anos, formando no futuro próximo um novo destacamento, assinalou Williamson durante uma visita à base militar em Bardufoss, na Noruega.


O ministro britânico mencionou também que o Reino Unido enviará no próximo ano para a região do Ártico um avião de patrulha marítima Poseidon P8 para vigiar a atividade crescente dos submarinos russos.

"Queremos melhorar nossas capacidades em condições de temperaturas abaixo de zero, aprendendo com antigos aliados, tais como a Noruega, ou monitorando as ameaças submarinas com nossos aviões Poseidon. Nos manteremos atentos a novos desafios", afirmou Williamson.

O minist…

Pescador de Gaza teria sido morto por forças israelenses em meio a cessar-fogo

Na quarta-feira (14), um pescador em Gaza teria sido morto pelas Forças de Defesa de Israel (IDF), segundo os relatos da mídia israelense e palestina.


Sputnik

Ambos os lados decidiram executar cessar-fogo após uma troca de ataques na terça-feira (13), em que militares israelenses reportaram que militantes palestinos lançaram 460 foguetes da Faixa de Gaza em um período de 24 horas, ressaltando terem conseguido interceptar mais de 100 projéteis. 


Tanque israelense dispara contra a Faixa de Gaza (foto de arquivo)
Tanque israelense dispara contra a Faixa de Gaza © AP Photo / Baz Ratner

O sindicato dos pescadores declarou que o homem de 20 anos estava trabalhando na praia perto do cerco marítimo que separa Gaza de Israel, quando foi baleado na barriga, segundo AP. Militares israelenses ainda não deram nenhum depoimento sobre o acontecido.

O pescador é considerado a primeira vítima fatal desde que o Hamas e outros grupos de militantes em Gaza decidiram executar um acordo de interrupção de ataques mediado pelo Egito.

O ministro da Defesa de Israel, Avigdor Lieberman, recusou-se a apoiar a decisão do governo de cessar as hostilidades com os militantes de Gaza, classificando o acordo de "capitulação ao terrorismo" e anunciou sua renúncia.

Como resposta a dezenas de ataques palestinos com foguetes, a Força Aérea israelense bombardeou alvos em todo o enclave. A medida foi tida como vingança pela morte de sete militares israelenses durante uma operação das forças especiais israelenses no dia 11 de novembro.

Comentários

Postagens mais visitadas