Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA: sanções contra Venezuela servem como 'alerta para atores externos, incluindo Rússia'

Na última terça-feira (17), o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, culpou a Rússia e a Venezuela pela crise de refugiados observada no país latino-americano.
Sputnik

O conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, anunciou nesta quarta-feira (17) que os EUA estão impondo uma nova rodada de sanções contra a Venezuela, acrescentando o banco central do país à lista de restrições. 

Segundo o conselheiro de Segurança Nacional, as sanções recém-aplicadas deveriam se tornar um alerta para "todos os atores externos, inclusive a Rússia".

Desde o início da crise política na Venezuela no início deste ano, os EUA impuseram várias rodadas de sanções, visando os setores petrolífero e bancário do país, bem como indivíduos ligados às autoridades do país.

A Venezuela está sofrendo grave crise política desde janeiro. Junto com outros países ocidentais, os EUA apoiam Juan Guaidó, que se proclamou presidente interino da Venezuela. Ao mesmo tempo, Rússia, China e Turquia, entre outros…

Reveladas novas capacidades do caça russo Su-57

A distância de decolagem do caça Su-57 será duas vezes menor do que a do Su-35, o que permitiria o seu uso a partir de pistas curtas sem dispositivos especiais, informou ao Zvezda Mikhail Strelets, diretor e projetista principal da Sukhoi.


Sputnik

"A aeronave deve poder pousar em uma pista curta sem dispositivos especiais. Não posso dar os números exatos devido ao sigilo, mas eles são duas vezes menores do que do Su-35", explicou o especialista.


Su-57
CC BY-SA 3.0 / Alex Beltyukov / Sukhoi Su-57

Segundo o canal russo, uma das condições exigidas ao Su-57 é a possibilidade da decolagem e pouso em pistas curtas.

Em novembro, o canal publicou vários vídeos com o Su-57, destacando especialmente a passagem do caça em altitudes muito baixas e os testes das asas fabricadas em material compósito.

A distância de pouso do Su-35 com o peso de decolagem normal e usando equipamentos de frenagem é cerca de 600 metros. O cabo de desaceleração usado no porta-aviões Admiral Kuznetsov permite a redução da distância do Su-33, com massa de decolagem comparável à do Su-57, para 90 metros.

Em outubro, o coronel-general Viktor Bondarev, presidente do Comitê de Defesa e Segurança do Senado russo, declarou que o potencial de modernização do Su-57 se prolongará por meio século. Em particular, "o caça tem todos as premissas para se tornar uma aeronave de combate completamente autônoma e não tripulada".

O primeiro voo do Su-57 foi realizado em 2010. O Ministério da Defesa da Rússia não planeja a compra da aeronave em série. Nos próximos anos, a entidade militar receberá um total de 12 desses caças.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas