Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin ameaça retaliar se EUA instalarem mísseis na Europa

Em seu discurso sobre o estado da nação, presidente russo faz ataques a Washington e promete apontar seu arsenal para os Estados Unidos e para o continente europeu se mísseis americanos atravessarem o Atlântico.
Deutsch Welle

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou nesta quarta-feira (20/02) que seu país responderá a um possível envio de mísseis americanos à Europa, fazendo com que não apenas os países que receberem esses armamentos se tornem alvos, mas também os Estados Unidos.


Em seu discurso anual sobre o estado da nação em Moscou, Putin elevou o tom ao comentar uma nova e potencial corrida armamentista. Ele afirmou que a reação russa a um possível envio seria rigorosa e que as autoridades em Washington – algumas das quais estariam obcecadas com o "excepcionalismo" americano – deveriam calcular os riscos antes de tomar qualquer medida.

"É o direito deles de pensar da forma que quiserem. Mas eles sabem fazer cálculos? Tenho certeza que sabem. Deixemos que eles cal…

Rússia efetua ataques aéreos contra posições de terroristas que atacaram Aleppo

Hoje (25), após um ataque químico contra Aleppo ontem, a Força Aeroespacial da Rússia que está presente no território sírio bombardeou as posições de terroristas, de onde precisamente havia sido lançado o ataque contra a população civil.


Sputnik

Essas informações foram comunicadas hoje pelo representante oficial do Ministério da Defesa da Rússia, general-major Igor Konashenkov. O alto oficial também informou que a inteligência havia encontrado, na zona desmilitarizada de Idlib, as armas usadas no ataque contra Aleppo.


Caça Su-30 realizando pouso na base aérea de Hmeymim
Sukhoi Su-30 © Sputnik / Maksim Blinov

"Na região da província desmilitarizada de Idlib, a inteligência do contingente militar russo na República Árabe Síria achou os armamentos usados pelos militantes dos agrupamentos armados ilegais para efetuar os ataques com substâncias tóxicas contra a cidade de Aleppo, bem como encontrou vestígios de preparativos para nova utilização", explicou.

Ele também acrescentou que aviões da Força Aeroespacial da Rússia realizaram ataques contra as posições de artilharia dos militantes usadas para o ataque de ontem, na qual ficaram feridas mais de uma centena de pessoas.

"Na sequência dos ataques aéreos, todos o alvos terroristas foram eliminados", precisou.

Além disso, Igor Konashenkov destacou que a parte turca foi avisada dos ataques russos com antecedência através da linha telefónica especial.

Os agrupamentos terroristas da zona de desescalada em Idlib atacaram os bairros noroeste de Aleppo ontem (24), disparando munições de morteiro de 120 mm alegadamente carregadas com cloro. Os especialistas em armas químicas russos se deslocaram imediatamente aos bairros atacados e, com a ajuda de equipamentos especiais, já estão acompanhando as pessoas hospitalizadas e monitorizando a situação.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas