Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa do Brasil tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial
Por Igor Gielow e Gustavo Patu | Folha de S.Paulo

A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.
Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o con…

Rússia inicia desenvolvimento de bombardeiro estratégico inovador

A Rússia começou o desenvolvimento do chamado sistema inovador para a aviação de longo alcance (PAK DA, na sigla em russo), informa a Corporação Unida de Construção Aeronáutica na sua página oficial no Facebook.


Sputnik

Os trabalhos de modernização e desenvolvimento do novo avião estão sob o controle especial do presidente e do ministro da Defesa.


Modelo do sistema aéreo inovador para aviação de longo alcance (PAK DA)
Modelo do PAK DA © Foto : Ministério da Defesa da Rússia

Além disso, devido à modernização dos bombardeiros estratégicos Tu-160M e Tu-95MS e ao reinício da produção das aeronaves Tu-160M, o componente aéreo das forças nucleares estratégicas aumenta significativamente.

Em julho, o vice-ministro da Defesa russa, Aleksei Krivoruchko, informou que o PAK DA será construído com o uso de tecnologias furtivas. Em outubro, o site de compras públicas anunciou licitações para o desenvolvimento do motor da nova aeronave.

Conforme os requisitos estabelecidos, os sistemas eletrônicos principais e secundários do motor devem garantir uma duração de voo do bombardeiro de até 30 horas.

Os sistemas de suprimento de combustível e controle hidromecânico devem operar com sobrecargas próximas de zero e negativas até 2,7 g, com temperaturas entre —60°C e +50°C. A vida útil mínima será de 12 anos com a possibilidade de prolongamento até 21 anos.

Outra exigência é que o motor deve ser resistente aos efeitos da radiação nuclear.

No início do ano, o então vice-primeiro-ministro Dmitry Rogozin expressou a esperança de que o novo avião de longo alcance fosse testado entre 2023 e 2024. Segundo ele, neste ano, a Tupolev inicirá a fase ativa de projeção do PAK DA.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas