Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA: sanções contra Venezuela servem como 'alerta para atores externos, incluindo Rússia'

Na última terça-feira (17), o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, culpou a Rússia e a Venezuela pela crise de refugiados observada no país latino-americano.
Sputnik

O conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, anunciou nesta quarta-feira (17) que os EUA estão impondo uma nova rodada de sanções contra a Venezuela, acrescentando o banco central do país à lista de restrições. 

Segundo o conselheiro de Segurança Nacional, as sanções recém-aplicadas deveriam se tornar um alerta para "todos os atores externos, inclusive a Rússia".

Desde o início da crise política na Venezuela no início deste ano, os EUA impuseram várias rodadas de sanções, visando os setores petrolífero e bancário do país, bem como indivíduos ligados às autoridades do país.

A Venezuela está sofrendo grave crise política desde janeiro. Junto com outros países ocidentais, os EUA apoiam Juan Guaidó, que se proclamou presidente interino da Venezuela. Ao mesmo tempo, Rússia, China e Turquia, entre outros…

Sírios libertados do Daesh homenageiam Assad e o levantam nos ombros (VÍDEO)

Os residentes da província síria de As-Suwayda libertados pelas tropas governamentais do cativeiro do Daesh, organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países, expressaram sua gratidão ao presidente do país, Bashar Assad, durante uma audiência oficial.


Sputnik

Assad se encontrou com os sírios libertados e suas famílias nesta terça-feira (13), após estes terem estado reféns dos terroristas do Daesh ao longo de mais de três meses.


Habitantes de Damasco seguram retratos de Bashar Assad (foto de arquivo)
Sírios em manifestação a favor de Bashar Assad © Sputnik / Valery Melnikov

No vídeo publicado pelo jornal Al-Watan se pode ver como vários homens levantam Assad e um deles o coloca nos seus ombros, ao mesmo tempo que se ouvem gritos de aprovação das mulheres. Em seguida, os reunidos passam a entoar lemas de apoio à Síria e ao próprio Assad.

Em outro vídeo, publicado pela assessoria de imprensa da Presidência da Síria, se pode ver como um representante da comunidade local oferece café a Assad e este, após o beber, quebra a xícara no chão, de acordo com a antiga tradição árabe.

Em 8 de novembro, os militares sírios comandados por oficiais russos do Centro Russo de Reconciliação libertaram 19 reféns capturados pelos terroristas do Daesh em julho deste ano na província de As-Suwayda, na sequência de ataques de homens-bomba e morte de mais de 200 pessoas. Quinze crianças e quatro mulheres do povo druso estiveram em cativeiro perto de Palmira por mais de três meses.



Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas