Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Submarino russo classe ‘Kilo’ pousa no leito marinho em exercício

O submarino diesel-elétrico de Krasnodar, Project 636.3 (“Improved Kilo” pela classificação da OTAN), foi totalmente desligado e pousou no leito do Mar Negro durante um exercício, disse o porta-voz da frota do Mar Negro, Alexey Rulev, no mês passado.


Poder Naval

Durante o exercício, o submarino pousou no fundo do mar a uma profundidade de 20 metros da superfície. De acordo com a missão, ele permaneceu totalmente sem energia por duas horas, a tripulação cessou as operações e o serviço foi executado por um número mínimo de pessoal”, disse ele. O submarino treinou pousado no fundo do mar no Mar Negro, acrescentou: “Após o treinamento, o Krasnodar emergiu com sucesso e continuou os eventos de treinamento de combate”, disse Rulev.

Submarino Krasnodar, classe Improved Kilo
Submarino Krasnodar, classe Improved Kilo

O pouso no fundo do mar é obrigatório para o ciclo anual de treinamento. Os submarinistas treinam a coesão na situação e se preparam psicologicamente para isso. “Em uma situação real, é possível que um submarino tenha que pousar no fundo do mar para escapar da detecção pelo adversário”, disse Rulev. Ele pode ficar no leito marinho para uma revisão geral em um apagão completo, para uma cirurgia ou para economizar energia.

Os submarinos Project 636.3 são a terceira geração de submarinos diesel-elétricos entre os mais silenciosos do mundo. Desenvolvem velocidade submersa de 20 nós, mergulham até 300 metros e têm autonomia de 45 dias. A tripulação é composta por 52 homens, o deslocamento subaquático é de quase 4 mil toneladas. Eles carregam mísseis de cruzeiro Kalibr para atingir alvos na superfície (ZM-54 e ZM-541) e alvos terrestres (mísseis de cruzeiro ZM-14) e possuem novos equipamentos eletrônicos.

FONTE: TASS

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas