Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Reino Unido reforçará sua presença militar no Ártico para se opor à Rússia, diz mídia

O ministro da Defesa britânico, Gavin Williamson, disse que o Reino Unido pretende reforçar a presença militar no Ártico para “proteger” o flanco norte da OTAN das ações da Rússia, segundo o diário The Telegraph.
Sputnik

Segundo o jornal, mais de 1.000 fuzileiros navais da Marinha britânica farão treinamentos anuais com colegas noruegueses no âmbito de um programa previsto para dez anos, formando no futuro próximo um novo destacamento, assinalou Williamson durante uma visita à base militar em Bardufoss, na Noruega.


O ministro britânico mencionou também que o Reino Unido enviará no próximo ano para a região do Ártico um avião de patrulha marítima Poseidon P8 para vigiar a atividade crescente dos submarinos russos.

"Queremos melhorar nossas capacidades em condições de temperaturas abaixo de zero, aprendendo com antigos aliados, tais como a Noruega, ou monitorando as ameaças submarinas com nossos aviões Poseidon. Nos manteremos atentos a novos desafios", afirmou Williamson.

O minist…

Thyssenkrupp Marine Systems e Saft desenvolvem bateria de íons de lítio para submarinos

A Thyssenkrupp Marine Systems (TKMS) desenvolveu um novo tipo de sistema de bateria de íons de lítio para submarinos, juntamente com a Saft, fabricante de sistemas avançados de baterias para a indústria.


Poder Naval

Em uma forma adaptada, o sistema também poderia ser usado para outras aplicações marítimas no futuro. A Thyssenkrupp Marine Systems apresentou um protótipo na EURONAVAL 2018 pela primeira vez ao público.

Protótipo da bateria de íons de lítio apresentada na Euronaval 2018
Protótipo da bateria de íons de lítio apresentada na Euronaval 2018

O Dr. Rolf Wirtz, CEO da Thyssenkrupp Marine Systems, disse: “o uso da nova tecnologia de baterias tem enormes vantagens táticas. Estamos entrando em uma nova era de construção submarina. Comparada à conhecida bateria de chumbo-ácido, a manutenção é insignificante e a vida útil é muito maior. As novas baterias dependem pouco da energia removível das correntes de descarga e um submarino pode – independentemente da carga da bateria – navegar em velocidade máxima.

Além de um projeto de sistema sob medida para a segurança e para as exigências especiais da operação no setor marítimo, bem como uma seleção de química segura de células, uma série de testes já demonstrou com sucesso a segurança no nível de célula e sistema de bateria. Outras séries de testes intensivos são planejadas até a inspeção da amostra.

Segundo Wirtz, “os testes foram extremamente bem sucedidos até agora. No próximo ano, queremos concluir as inspeções de amostra necessárias para a aprovação.”

O sistema é projetado como parte de um estudo, que é realizado em nome do escritório de compras alemão, BAAINBw, para apoiar a integração em novos projetos submarinos Type 212 para a HDW, bem como soluções de reequipamento em plataformas de armas existentes. Conceitos para um projeto adaptado para integração na Type 214 da HDW são planejados. Devido ao design modular do sistema de bateria, ele pode, em princípio, ser adaptado para caber em qualquer aplicação naval.

Comentários

Postagens mais visitadas