Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Reino Unido reforçará sua presença militar no Ártico para se opor à Rússia, diz mídia

O ministro da Defesa britânico, Gavin Williamson, disse que o Reino Unido pretende reforçar a presença militar no Ártico para “proteger” o flanco norte da OTAN das ações da Rússia, segundo o diário The Telegraph.
Sputnik

Segundo o jornal, mais de 1.000 fuzileiros navais da Marinha britânica farão treinamentos anuais com colegas noruegueses no âmbito de um programa previsto para dez anos, formando no futuro próximo um novo destacamento, assinalou Williamson durante uma visita à base militar em Bardufoss, na Noruega.


O ministro britânico mencionou também que o Reino Unido enviará no próximo ano para a região do Ártico um avião de patrulha marítima Poseidon P8 para vigiar a atividade crescente dos submarinos russos.

"Queremos melhorar nossas capacidades em condições de temperaturas abaixo de zero, aprendendo com antigos aliados, tais como a Noruega, ou monitorando as ameaças submarinas com nossos aviões Poseidon. Nos manteremos atentos a novos desafios", afirmou Williamson.

O minist…

Turquia evacua terroristas de Idlib para seu território, segundo mídia síria

A Turquia evacuou um grande número de militantes da zona desmilitarizada na província síria de Idlib para um campo de tendas situado na cidade turca de Nusaybin, na área fronteiriça entre os dois países, informou o jornal pró-governamental sírio Al-Watan, citando fontes locais.


Sputnik

"As Forças Armadas turcas evacuaram um grande número de terroristas de Idlib para o campo situado ao lado do hospital estatal na cidade turca de Nusaybin, que faz fronteira com a cidade síria de Al-Qamishli", escreveu o jornal.


Soldados da oposição do Exército Livre da Síria apoiados pela Turquia em um caminhão na fronteira com a Síria (foto de arquivo)
Terroristas do Exército Livre da Síria © AP Photo/ Lefteris Pitarakis

A edição não indicou os nomes de agrupamentos a que os militantes mencionados pertencem.

Anteriormente, após conversações entre o presidente russo, Vladimir Putin, e o seu homólogo turco, Recep Tayyip Erdogan, os ministros da Defesa dos dois países assinaram um memorado para a estabilização da zona de desescalada de Idlib, além de terem combinado a criação na área de uma zona desmilitarizada.

Entretanto, de acordo com o Ministério das Relações Exteriores da Rússia, as dificuldades na manutenção da zona desmilitarizada na área continuam.

Comentários

Postagens mais visitadas