Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil prevê inaugurar estação na Antártica em 2020, oito anos após incêndio

Obra é executada por uma empresa chinesa e, segundo a Marinha, se aproxima do final. Incêndio em 2012 destruiu estação, e dois militares morreram.
Por Guilherme Mazui | G1 — Brasília

Passados sete anos desde o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, a Marinha prevê inaugurar a nova estação em março de 2020.

Executada pela empresa chinesa Ceiec, a obra se aproxima do final, segundo a Marinha, que prevê concluir as obras civis e a instalação de máquinas e mobiliário até 31 de março, iniciando um período de testes do complexo científico até março de 2020. Após os testes, a estação poderá receber militares e pesquisadores.

"A previsão de inauguração é março de 2020, quando os pesquisadores e o Grupo-Base [de militares] deverão ocupar em definitivo as instalações da nova Estação Antártica Comandante Ferraz", informou a Marinha ao G1.

Com investimento de US$ 99,6 milhões, o complexo receberá profissionais que atuam no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), criad…

Ucrânia acusa Rússia de atirar em um de seus navios

A Ucrânia acusou a Rússia de disparar contra uma de suas embarcações no mar de Azov neste domingo, deixando ao menos um marinheiro ferido.


Sputnik

A informação foi divulgada nesta noite, horário local, após um dia de grandes tensões na região, provocadas pela tentativa de navios ucranianos de navegar em águas territoriais russas.


Resultado de imagem para Ucrânia acusa Rússia de atirar em um de seus navios
2 navios de guerra ucranianos seguem a grande velocidade às águas territoriais da Rússia | CC BY-SA 2.0 / Ministério da Defesa da Ucrânia / Testes de duas lanchas blindadas no mar alto

Mais cedo, navios militares ucranianos cruzaram a fronteira marítima russa, entraram na área temporariamente fechada das águas territoriais russas e estavam se movendo do mar Negro em direção ao estreito de Kerch. Outro grupo de navios se dirigia para o estreito de Kerch a partir de um porto no mar de Azov. Segundo o FSB, as embarcações teriam praticado ações provocativas na região, levando a uma resposta das forças russas.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas