Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Capacetes brancos preparam novas provocações na Síria, diz enviado russo na ONU

Membros dos Capacetes Brancos estão preparando novas provocações com substâncias tóxicas na Síria, disse o vice-embaixador russo na ONU, Vladimir Safronkov, nesta quarta-feira (24) na reunião do Conselho de Segurança da ONU.
Sputnik

Safronkov observou que os Capacetes Brancos acusariam o governo sírio pelo uso de tais substâncias.

Mais cedo nesta quarta-feira (24), o Major General Viktor Kupchishin, chefe do Centro Russo para a Reconciliação Síria, argumentou que funcionários da mídia estrangeira na província síria de Hama conduziram uma filmagem falsa da "morte" de uma família supostamente devido ao uso de armas químicas pelas tropas sírias.

Em diversas ocasiões, Moscou e Damasco apontaram que os Capacetes Brancos estavam produzindo provocações envolvendo o uso de armas químicas com o objetivo de culpar o governo da Síria e dar aos países ocidentais justificativas para a intervenção no país.
A estratégia de encenar ataques para usá-los como falsa bandeira tem sido usada repetida…

China efetua lançamentos de míssil balístico a partir de submarino, relata mídia

O Exército Popular de Libertação da China efetuou lançamentos de teste do míssil balístico Julong-3 (JL-3) a partir de um submarino, comunica a mídia americana citando uma fonte ligada ao sistema norte-americano de alerta precoce.


Sputnik

Segundo comunica o site The Washington Free Beacon, o míssil foi supostamente lançado no fim de novembro, entre os dias 20 e 23, a partir do submarino eletro-diesel Type 032.


Teste de míssil chinês
Lançamento de míssil chinês | PLA Daily

Atualmente essa embarcação se encontra no mar de Bohai (noroeste da China), comunica a mídia, acrescentando que, antes disso, o mesmo submarino participou de lançamentos do míssil JL-2 (versão modernizada do míssil balístico DF-31).

De acordo com a edição, o míssil JL-3 de combustível líquido foi desenvolvido na base do míssil balístico intercontinental terrestre DF-41. Por suas caraterísticas, esse míssil é semelhante ao americano Trident II D-5 e ao russo R-30 Bulava, sendo capaz de eliminar qualquer alvo localizado no território continental dos EUA.

O alcance máximo dessa arma é de 14 mil quilômetros. Supõe-se que um mesmo míssil tem a capacidade de lançar várias ogivas, cada uma delas atingindo alvos de maneira independente.

Em abril desse ano, a mídia também comunicou que exército chinês efetuou lançamentos, de caráter secreto, de um míssil aerobalístico parecido com os russos Kinzhal.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas