Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Colômbia revela suposto plano para matar presidente do país

Ministro do Exterior colombiano afirma que as autoridades do país descobriram planos de atentado contra Iván Duque e diz que três cidadãos venezuelanos foram capturados portando "armas de guerra".


Deutsch Welle


O ministro do Exterior da Colômbia, Carlos Holmes Trujillo, afirmou que as autoridades descobriram planos para possível atentado contra o presidente Iván Duque e disse que três cidadãos venezuelanos foram capturados recentemente com armas de guerra.


Presidente da Colômbia, Iván Duque
Presidente da Colômbia, Iván Duque

"Gostaria de informar que a comunidade internacional está se dando conta de que há vários meses investigações de inteligência estavam sendo conduzidas sobre possíveis ataques contra a vida do presidente", afirmou Trujillo, em um vídeo divulgado pelo seu gabinete na madrugada de sábado para este domingo (30/12).

De acordo com o chanceler, "a isto se soma a recente captura de três cidadãos venezuelanos que foram encontrados em posse de armas de guerra, o que aumenta ainda mais as preocupações que as autoridades tiveram neste assunto".

Dois deles foram capturados esta semana em Valledupar, capital do departamento do Cesar, fronteira com a Venezuela, em posse de dois fuzis, e o terceiro foi detido em Barranquilla.

Em relação às prisões em Valledupar, a polícia informou que elas aconteceram depois que agentes descobriram em um ônibus que seguia para Barranquilla, os venezuelanos José Vicente Gómez Ríos e Pedro José Acosta Ovalles. Os dois homens levavam na bagagem dois modernos fuzis.

Sobre o detido em Barranquilla, as autoridades não deram mais informações.

O direitista Iván Duque governa a Colômbia desde agosto. Desde então, a relação para a vizinha Venezuela tem sido tensa. Duque classifica o governo de esquerda da Venezuela de "ditadura" e defende que o novo governo do presidente Nicolás Maduro não seja reconhecido. Maduro, que venceu em maio uma controversa eleição presidencial, toma posse para seu segundo mandato em 10 de janeiro. Maduro acusa Duque e os EUA de apoiarem planos para um "golpe de Estado" contra seu governo.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas