Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin ameaça retaliar se EUA instalarem mísseis na Europa

Em seu discurso sobre o estado da nação, presidente russo faz ataques a Washington e promete apontar seu arsenal para os Estados Unidos e para o continente europeu se mísseis americanos atravessarem o Atlântico.
Deutsch Welle

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou nesta quarta-feira (20/02) que seu país responderá a um possível envio de mísseis americanos à Europa, fazendo com que não apenas os países que receberem esses armamentos se tornem alvos, mas também os Estados Unidos.


Em seu discurso anual sobre o estado da nação em Moscou, Putin elevou o tom ao comentar uma nova e potencial corrida armamentista. Ele afirmou que a reação russa a um possível envio seria rigorosa e que as autoridades em Washington – algumas das quais estariam obcecadas com o "excepcionalismo" americano – deveriam calcular os riscos antes de tomar qualquer medida.

"É o direito deles de pensar da forma que quiserem. Mas eles sabem fazer cálculos? Tenho certeza que sabem. Deixemos que eles cal…

Colômbia revela suposto plano para matar presidente do país

Ministro do Exterior colombiano afirma que as autoridades do país descobriram planos de atentado contra Iván Duque e diz que três cidadãos venezuelanos foram capturados portando "armas de guerra".


Deutsch Welle


O ministro do Exterior da Colômbia, Carlos Holmes Trujillo, afirmou que as autoridades descobriram planos para possível atentado contra o presidente Iván Duque e disse que três cidadãos venezuelanos foram capturados recentemente com armas de guerra.


Presidente da Colômbia, Iván Duque
Presidente da Colômbia, Iván Duque

"Gostaria de informar que a comunidade internacional está se dando conta de que há vários meses investigações de inteligência estavam sendo conduzidas sobre possíveis ataques contra a vida do presidente", afirmou Trujillo, em um vídeo divulgado pelo seu gabinete na madrugada de sábado para este domingo (30/12).

De acordo com o chanceler, "a isto se soma a recente captura de três cidadãos venezuelanos que foram encontrados em posse de armas de guerra, o que aumenta ainda mais as preocupações que as autoridades tiveram neste assunto".

Dois deles foram capturados esta semana em Valledupar, capital do departamento do Cesar, fronteira com a Venezuela, em posse de dois fuzis, e o terceiro foi detido em Barranquilla.

Em relação às prisões em Valledupar, a polícia informou que elas aconteceram depois que agentes descobriram em um ônibus que seguia para Barranquilla, os venezuelanos José Vicente Gómez Ríos e Pedro José Acosta Ovalles. Os dois homens levavam na bagagem dois modernos fuzis.

Sobre o detido em Barranquilla, as autoridades não deram mais informações.

O direitista Iván Duque governa a Colômbia desde agosto. Desde então, a relação para a vizinha Venezuela tem sido tensa. Duque classifica o governo de esquerda da Venezuela de "ditadura" e defende que o novo governo do presidente Nicolás Maduro não seja reconhecido. Maduro, que venceu em maio uma controversa eleição presidencial, toma posse para seu segundo mandato em 10 de janeiro. Maduro acusa Duque e os EUA de apoiarem planos para um "golpe de Estado" contra seu governo.

Comentários

Postagens mais visitadas