Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Análise: Brasil poderia se tornar 'vigilante' dos EUA na América Latina

O presidente norte-americano, Donald Trump, referiu a possibilidade de entrada do Brasil na OTAN. O analista russo Pavel Feldman avaliou a possibilidade de entrada do Brasil na aliança, bem como que papel poderia desempenhar o Brasil no conflito na Venezuela.
Sputnik

Durante a visita oficial do presidente do Brasil Jair Bolsonaro aos EUA, foram discutidos os assuntos internacionais mais importantes, entre eles a cooperação bilateral entre os EUA e o Brasil e a situação na Venezuela.


Uma das declarações mais sensacionais foi a possibilidade de entrada do Brasil na OTAN, referida pelo presidente dos EUA Donald Trump.

O vice-diretor do Instituto de Estudos Estratégicos e Prognósticos da Universidade Russa da Amizade dos Povos, Pavel Feldman, revelou em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik que os EUA são apenas um dos países da OTAN, há outros países cuja opinião deveria ser levada em conta nesse assunto.

Segundo ele, se o Brasil aderir à OTAN ele vai desempenhar o papel de vigilante d…

Comandante da Marinha dos EUA é encontrado morto no Oriente Médio

Segundo o chefe de operações navais, almirante John Richardson, o comandante da 5ª Frota da Marinha dos EUA foi encontrado morto em sua casa, localizada em Bahrein.


Sputnik

O vice-almirante Scott Stearney estava em missão no Oriente Médio e no Sudoeste da Ásia dirigindo as operações navais na região. Entretanto, na manhã deste sábado (1), Scott Stearney foi encontrado morto em sua residência. Segundo informações oficiais, não foi encontrado nada suspeito no interior da residência, entretanto, suspeita-se que Stearney tenha cometido suicídio.


Vice-almirante da quinta Frota da Marinha dos EUA, Scott A. Stearney
CC BY 2.0 / Official U.S. Navy Page / Vice Adm. Scott Stearney looks at a cache of over 2,500 AK-47 automatic rifles seized during maritime security operations

As forças navais lideradas pela Marinha americana são responsáveis por missões consideradas de grande importância pelo governo dos EUA nas águas do golfo Pérsico, estreito de Ormuz e mar Vermelho. A principal missão na região é combater a pirataria, as ameaças da guarda revolucionária iraniana e o contrabando de armas, entre outras ameaças.

Stearney era piloto e instrutor de voo do caça F/A-18 e havia realizado mais de 1.000 pousos em porta-aviões, servindo previamente os EUA no Afeganistão, conforme publicação do jornal The New York Times.

As autoridades locais e o Serviço de Investigação Criminal da Marinha dos EUA estão investigando o caso, afirma o almirante John Richardson, ressaltando que o contra-almirante Paul J. Schlise assumiu o comando da 5ª Frota da Marinha dos EUA.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas