Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Irã ameaça romper limite de reservas de urânio; entenda o que país pode fazer se sair de acordo nuclear

Sem regulação, país pode adotar equipamentos mais modernos e rápidos e ampliar volume de enriquecimento de material que pode ser usado em armas nucleares. Acordo foi firmado em 2015 entre Irã e mais seis países, mas Trump retirou EUA em maio de 2018.
Associated Press

O Irã anunciou que irá exceder o limite de reservas de urânio determinado pelo acordo nuclear de 2015, ampliando as tensões no Oriente Médio.

O prazo de 27 de junho dado por Teerã vem antes de outra data limite, 7 de julho, para que a Europa apresente melhores termos para que o país permaneça no acordo. Se essa segunda data passar sem nenhuma ação, o presidente iraniano Hassan Rouhani diz que a república islâmica irá provavelmente retomar o alto enriquecimento de urânio.

Veja a seguir em que situação está o programa nuclear do Irã atualmente:

O acordo nuclear

O Irã fechou um acordo nuclear em 2015 com Estados Unidos, França, Alemanha, Reino Unido, Rússia e China. O acordo, formalmente conhecido como Plano de Ação Conjunto Abran…

Como Rússia utiliza o grande potencial aeronáutico soviético?

Através da modernização das aeronaves soviéticas é possível obter eficientes aviões avançados sem gastar muito dinheiro e tempo. O piloto militar russo Vladimir Popov explicou à Sputnik o motivo dessa estratégia ser a mais eficaz.


Sputnik

Inúmeros aviões, entre os quais se destacam o Tu-22M3M e o Tu-160M2, são exemplos de modificações modernas.


Tu-22M3M, bombardeiro modernizado russo, é visto durante a cerimônia de rolagem, na Fábrica de Aviões de Kazan
Tupolev Tu-22M3M © Sputnik / Maksim Bogodvid

Muito parecido com seu antecessor Tu-22, o Tu-22M3M tem um complexo aviônico completamente novo, sendo compatível com o sistema de navegação GLONASS, além de possuir uma interface digital e sistemas de contramedidas eletrônicas.

Popov garante que o Tu-22M3M modernizado pode ser considerado um avião perfeitamente atual.

"Tem um equipamento completamente distinto. Apenas sua aparência antiga permanece, mas tudo o resto é do século XXI. É o segundo avião capaz de transportar mísseis hipersônicos Kinzhal. Temos a possibilidade de melhorar todo o potencial que foi desenvolvido na URSS", disse o especialista.

A base para a criação de tecnologias avançadas, que permitiram criar sistemas computadorizados mais modernos, foi criada por engenheiros soviéticos, ressalta o piloto. Além disso, o mecanismo garante uma boa relação de custo-benefício.

"Para quê criar algo novo se ainda há coisas para modernizar? Está claro que estas possibilidades devem ser exploradas", destacou.

O período de serviço desses aviões é bastante extenso e a tecnologia se mantém atual ao longo de sua vida útil, destaca Popov.

"Atualmente em vez de criar algo completamente novo, é possível modernizar algo já existente", concluiu o piloto russo.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas