Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Reino Unido reforçará sua presença militar no Ártico para se opor à Rússia, diz mídia

O ministro da Defesa britânico, Gavin Williamson, disse que o Reino Unido pretende reforçar a presença militar no Ártico para “proteger” o flanco norte da OTAN das ações da Rússia, segundo o diário The Telegraph.
Sputnik

Segundo o jornal, mais de 1.000 fuzileiros navais da Marinha britânica farão treinamentos anuais com colegas noruegueses no âmbito de um programa previsto para dez anos, formando no futuro próximo um novo destacamento, assinalou Williamson durante uma visita à base militar em Bardufoss, na Noruega.


O ministro britânico mencionou também que o Reino Unido enviará no próximo ano para a região do Ártico um avião de patrulha marítima Poseidon P8 para vigiar a atividade crescente dos submarinos russos.

"Queremos melhorar nossas capacidades em condições de temperaturas abaixo de zero, aprendendo com antigos aliados, tais como a Noruega, ou monitorando as ameaças submarinas com nossos aviões Poseidon. Nos manteremos atentos a novos desafios", afirmou Williamson.

O minist…

Como Rússia utiliza o grande potencial aeronáutico soviético?

Através da modernização das aeronaves soviéticas é possível obter eficientes aviões avançados sem gastar muito dinheiro e tempo. O piloto militar russo Vladimir Popov explicou à Sputnik o motivo dessa estratégia ser a mais eficaz.


Sputnik

Inúmeros aviões, entre os quais se destacam o Tu-22M3M e o Tu-160M2, são exemplos de modificações modernas.


Tu-22M3M, bombardeiro modernizado russo, é visto durante a cerimônia de rolagem, na Fábrica de Aviões de Kazan
Tupolev Tu-22M3M © Sputnik / Maksim Bogodvid

Muito parecido com seu antecessor Tu-22, o Tu-22M3M tem um complexo aviônico completamente novo, sendo compatível com o sistema de navegação GLONASS, além de possuir uma interface digital e sistemas de contramedidas eletrônicas.

Popov garante que o Tu-22M3M modernizado pode ser considerado um avião perfeitamente atual.

"Tem um equipamento completamente distinto. Apenas sua aparência antiga permanece, mas tudo o resto é do século XXI. É o segundo avião capaz de transportar mísseis hipersônicos Kinzhal. Temos a possibilidade de melhorar todo o potencial que foi desenvolvido na URSS", disse o especialista.

A base para a criação de tecnologias avançadas, que permitiram criar sistemas computadorizados mais modernos, foi criada por engenheiros soviéticos, ressalta o piloto. Além disso, o mecanismo garante uma boa relação de custo-benefício.

"Para quê criar algo novo se ainda há coisas para modernizar? Está claro que estas possibilidades devem ser exploradas", destacou.

O período de serviço desses aviões é bastante extenso e a tecnologia se mantém atual ao longo de sua vida útil, destaca Popov.

"Atualmente em vez de criar algo completamente novo, é possível modernizar algo já existente", concluiu o piloto russo.

Comentários

Postagens mais visitadas