Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA podem dobrar contingente militar na América do Sul, diz chefe da inteligência russa

Os EUA podem aumentar seu contingente militar na América Central e do Sul de 20 mil para 40 mil homens, disse o vice-almirante Igor Kostyukov, chefe do Departamento Central de Inteligência (GRU, sigla em russo), do Estado-Maior das Forças Armadas da Rússia.
Sputnik

"Embora na América Latina não haja ameaça militar direta para a segurança dos EUA, Washington tem uma presença militar significativa [na região]. O Comando Conjunto das Forças Armadas dos EUA implantou na América Central e do Sul um contingente de 20 mil militares. No período de ameaças este pode aumentar para 40 mil militares", explicou Kostyukov.


De acordo com ele, os EUA podem provocar uma "revolução colorida" na Nicarágua e Cuba.

"As tecnologias de 'revolução colorida' testadas na Venezuela podem vir a ser usadas em breve na Nicarágua e em Cuba", disse ele.

Segundo Kostyukov, os EUA estão tentando estabelecer o controle total sobre a América Latina.

"A Administração dos EUA considera…

Daesh sequestra cerca de 20 civis no Iraque, diz mídia

Cerca de 20 pessoas que vivem ao sul da cidade iraquiana de Kirkuk foram sequestradas por militantes da organização terrorista Daesh, informou a mídia na terça-feira (25).


Sputnik

Militantes do Daesh [grupo terrorista proibido na Rússia e em vários outros países] atacaram um povoado no distrito de Rashad, localizado a sudoeste de Kirkuk, levando 14 moradores como reféns, relatou o canal de TV curdo NRT, acrescentando que o destino dos prisioneiros permanece desconhecido.


Forças de segurança iraquianas e forças de mobilização popular aliadas assumem posições de combate durante uma operação militar para recuperar o controle da cidade de Besher, subúrbios da cidade de Kirkuk, rica em petróleo.
Militares iraquianos © AP Photo / Anmar Khalil

De acordo com a agência de notícias, os militantes capturaram mais seis pessoas em outros povoados ao sul de Kirkuk, contudo uma pessoa conseguiu escapar. Refere-se que os moradores de várias povoações próximas decidiram abandonar a área.

Isso ocorre após a declaração do primeiro-ministro iraquiano, Haider Abadi, em dezembro de 2017, sobre o fim da luta do país contra o Daesh depois que as tropas iraquianas restabeleceram o controle total sobre sua fronteira com a Síria.

Depois disso, o governo da província de Kirkuk falou à Sputnik em fevereiro sobre as chamadas "células adormecidas" do Daesh na área.

A província de Kirkuk estava sob controle total dos curdos sírios, mas depois de os curdos terem realizado um referendo sobre a independência, em setembro de 2017, o governo iraquiano lançou uma ofensiva e logo recuperou o controle sobre a região.

O Iraque sofre com as atividades terroristas, tais como os ataques suicidas, há anos. Em 2014, vastos territórios desse país do Oriente Médio foram ocupados pelo Daesh, que é conhecido por recrutar jovens, inclusive por meio de redes sociais. O exército iraquiano tem lutado desde então com sucesso contra o Daesh.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas