Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Capacetes brancos preparam novas provocações na Síria, diz enviado russo na ONU

Membros dos Capacetes Brancos estão preparando novas provocações com substâncias tóxicas na Síria, disse o vice-embaixador russo na ONU, Vladimir Safronkov, nesta quarta-feira (24) na reunião do Conselho de Segurança da ONU.
Sputnik

Safronkov observou que os Capacetes Brancos acusariam o governo sírio pelo uso de tais substâncias.

Mais cedo nesta quarta-feira (24), o Major General Viktor Kupchishin, chefe do Centro Russo para a Reconciliação Síria, argumentou que funcionários da mídia estrangeira na província síria de Hama conduziram uma filmagem falsa da "morte" de uma família supostamente devido ao uso de armas químicas pelas tropas sírias.

Em diversas ocasiões, Moscou e Damasco apontaram que os Capacetes Brancos estavam produzindo provocações envolvendo o uso de armas químicas com o objetivo de culpar o governo da Síria e dar aos países ocidentais justificativas para a intervenção no país.
A estratégia de encenar ataques para usá-los como falsa bandeira tem sido usada repetida…

Defesa russa: ataque aéreo de Israel contra Síria põe em risco aviões civis

Israel realizou o ataque aéreo contra a Síria enquanto aviões civis aterrissavam no aeroporto de Damasco e de Beirute, informou o Ministério da Defesa da Rússia.


Sputnik

Segundo o ministério, entre os aviões civis que foram postos em risco devido ao ataque de Israel, não havia aviões das companhias de aviação russas.


Caça F-16 da Força Aérea de Israel
F-16 Fighting Falcon israelense © AP Photo / Jack Guez

"O ataque da Força Aérea de Israel foi realizado no momento em que aviões comerciais não russos aterrissavam no aeroporto de Beirute [no Líbano] e de Damasco [na Síria]", informou o porta-voz do Ministério da Defesa da Rússia, Igor Konashenkov.

"As provocações da Força Aérea de Israel na noite de 25 de dezembro, quando seis aviões F-16 realizaram um ataque aéreo contra o território da Síria a partir do espaço aéreo do vizinho Líbano, criaram uma ameaça direta para dois aviões de passageiros", declarou o porta-voz do Ministério da Defesa russo.

Segundo Konashenkov, Israel usou no ataque 16 bombas aéreas guiadas GBU-39, 14 das quais foram interceptadas pela defesa antiaérea síria.

Anteriormente, a agência estatal síria SANA informou que, na noite de 25 de dezembro, as Forças de Defesa de Israel (IDF, na sigla em inglês) realizaram um ataque de mísseis contra os arredores de Damasco, tendo a maioria dos mísseis sido interceptada pela defesa aérea síria. O ataque teve uma duração recorde: mais de hora e meia.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas