Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil prevê inaugurar estação na Antártica em 2020, oito anos após incêndio

Obra é executada por uma empresa chinesa e, segundo a Marinha, se aproxima do final. Incêndio em 2012 destruiu estação, e dois militares morreram.
Por Guilherme Mazui | G1 — Brasília

Passados sete anos desde o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, a Marinha prevê inaugurar a nova estação em março de 2020.

Executada pela empresa chinesa Ceiec, a obra se aproxima do final, segundo a Marinha, que prevê concluir as obras civis e a instalação de máquinas e mobiliário até 31 de março, iniciando um período de testes do complexo científico até março de 2020. Após os testes, a estação poderá receber militares e pesquisadores.

"A previsão de inauguração é março de 2020, quando os pesquisadores e o Grupo-Base [de militares] deverão ocupar em definitivo as instalações da nova Estação Antártica Comandante Ferraz", informou a Marinha ao G1.

Com investimento de US$ 99,6 milhões, o complexo receberá profissionais que atuam no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), criad…

Defesa russa detecta mais de 3 mil aviões-espiões perto de suas fronteiras em 2018

Em 2018, as forças de defesa antiaérea detectaram e escoltaram cerca de três mil aeronaves de combate estrangeiras, das quais mais de mil eram aeronaves de reconhecimento, comunica a Força Aeroespacial da Rússia.


Sputnik

O número exato de aviões militares estrangeiros foi anunciado pelo comandante das Tropas Radiotécnicas da Força Aeroespacial da Rússia, major-general Andrei Koban, em entrevista ao jornal Krasnaya Zvezda.


Radar (imagem referencial)
© Sputnik / Mikhail Fomichev

"A intensidade do tráfego aéreo nos limites de responsabilidade das Tropas Radiotécnicas é o que principalmente dificulta o serviço militar […] Em 2018, as unidades em serviço das Tropas Radiotécnicas detectaram e acompanharam mais de 980.000 alvos aéreos. Entre eles, havia cerca de três mil aviões de combate estrangeiros, incluindo mais de mil aeronaves de reconhecimento", afirmou.

Ao mesmo tempo, o major-general russo sublinhou que as unidades de defesa antiaérea foram postas em prontidão de combate mais de quatro mil vezes.

"Esta é uma evidência clara da alta tensão do serviço nas Tropas Radiotécnicas, à qual estamos acostumados e para a qual estamos prontos", disse Koban.

Nas palavras dele, as unidades antiaéreas russas diariamente detectam e escoltam mais de cinco mil objetos aéreos, dos quais cerca de 2,5 mil são estrangeiros. Ademais, cada dia cerca de 20 unidades militares são postas em prontidão de combate.

Mais cedo, o mesmo jornal relatou que, no decorrer da semana passada, as autoridades russas identificaram 16 aeronaves estrangeiras realizando atividades de reconhecimento perto das fronteiras russas. Nessa conexão, jatos russos foram enviados duas vezes nesse período para interceptar os aviões estrangeiros, impedindo-os de entrar no espaço aéreo russo.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas