Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Capacetes brancos preparam novas provocações na Síria, diz enviado russo na ONU

Membros dos Capacetes Brancos estão preparando novas provocações com substâncias tóxicas na Síria, disse o vice-embaixador russo na ONU, Vladimir Safronkov, nesta quarta-feira (24) na reunião do Conselho de Segurança da ONU.
Sputnik

Safronkov observou que os Capacetes Brancos acusariam o governo sírio pelo uso de tais substâncias.

Mais cedo nesta quarta-feira (24), o Major General Viktor Kupchishin, chefe do Centro Russo para a Reconciliação Síria, argumentou que funcionários da mídia estrangeira na província síria de Hama conduziram uma filmagem falsa da "morte" de uma família supostamente devido ao uso de armas químicas pelas tropas sírias.

Em diversas ocasiões, Moscou e Damasco apontaram que os Capacetes Brancos estavam produzindo provocações envolvendo o uso de armas químicas com o objetivo de culpar o governo da Síria e dar aos países ocidentais justificativas para a intervenção no país.
A estratégia de encenar ataques para usá-los como falsa bandeira tem sido usada repetida…

Donald Trump: militares americanos que lutaram na Síria são 'grandes heróis do mundo'

A vitória sobre a organização terrorista do Daesh foi alcançada, os militares dos EUA precisam voltar para casa, afirmou o presidente norte-americano, Donald Trump, através de um vídeo publicado no Twitter.


Sputnik

A declaração foi feita em uma mensagem de vídeo que o mandatário estadunidense postou na sua conta do Twitter.


Tropas dos Estados Unidos
Tropas dos EUA na Síria © AFP 2018 / MARK WILSON / POOL

"Nós lutamos muito tempo na Síria. Sou presidente já há quase dois anos e realmente elevamos o nível [dos combates] e vencemos o Daesh. Batemos neles, batemos neles a sério, recuperamos o território, e chegou a hora de nossas tropas voltarem para casa ", anunciou Trump.

Ao mesmo tempo, Donald Trump disse que os militares dos EUA são "grandes heróis americanos" e "heróis de todo mundo".

"Eles lutavam por nós, mas destruíram o Daesh, que danifica o mundo", acrescentou.

Em 19 de dezembro, a secretária de imprensa da Casa Branca, Sarah Sanders, declarou que os EUA estão se preparando para retirar todas as suas forças da Síria.

As Forças Armadas norte-americanas serão retiradas do país em um período de 60 a 100 dias, relatou a Reuters.

A coalizão liderada pelos EUA e seus aliados das Forças Democráticas da Síria, maioritariamente curdos, lançaram uma campanha contra os remanescentes do Daesh [organização terrorista proibida em vários países incluindo a Rússia] escondidos em diversas cidades a leste do rio Eufrates.

O governo da Síria tem acusado reiteradamente a coalizão de usar fósforo branco e bombas de fragmentação na região e de causar pesadas baixas civis em perímetros urbanos. A coalizão confirmou a realização de uma pesada campanha de ataques aéreos na região, inclusive na cidade de Hajin, mas negou que as bombas estejam causando mortes civis em massa e refuta o uso de fósforo branco e munições cluster proibidas.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas