Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Os mísseis russos que se tornaram alvo de disputa entre EUA e Turquia

A Turquia, dona do segundo maior Exército entre os 29 países que compõem a Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), está prestes a adquirir mísseis antiaéreos S-400.
BBC News Brasil

Os S-400 são os mísseis "terra-ar" mais avançados do mundo e se tornaram motivo de uma disputa entre Turquia e Estados Unidos que pode ameaçar a aliança militar das potências ocidentais.

Isso porque os S-400 são fabricados na Rússia, o principal rival da organização fundada em 1949 justamente para se opor à então União Soviética.

A insistência da Turquia em adquirir os mísseis russos irritou os Estados Unidos, que encaram a decisão como uma potencial ameaça para seus aviões de combate F-35, também em vias de serem comprados pelos turcos.
Troca de farpas

"Não ficaremos de braços cruzados enquanto os aliados da Otan compram armas dos nossos adversários", advertiu o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, durante um encontro organizado há poucos dias em Washington para celebrar o aniversár…

Donetsk denuncia chegada de trem com substância altamente tóxica a Donbass

Um trem com uma substância altamente venenosa chegou ao território controlado pelas tropas governamentais ucranianas perto de Donetsk, disse o vice-chefe da milícia da República Popular de Donetsk (RPD), Eduard Basurin.


Sputnik

"Nossa inteligência recebeu informações sobre a chegada na estação ferroviária de Krasnogorovki de vagões cheios de barris azuis com uma substância altamente tóxica", disse ele.


Resultado de imagem para eduard basurin
Eduard Basurin | Reprodução

Basurin acrescentou que atualmente, eles estão sendo descarregados por militares ucranianos usando equipamentos de proteção individual. Esse veneno pode ser usado para provocações.

Além disso, o departamento militar de república tem informações sobre a presença de especialistas dos serviços de inteligência britânicos e americanos na área.

"Os dados disponíveis nos causam sérias preocupações… Mais de 70 mil civis podem estar na área afetada", concluiu Basur.

Ele pediu às organizações internacionais para exercerem influência sobre Kiev e não permitirem que o "planejado ato terrorista com armas químicas" seja executado.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas