Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Reino Unido reforçará sua presença militar no Ártico para se opor à Rússia, diz mídia

O ministro da Defesa britânico, Gavin Williamson, disse que o Reino Unido pretende reforçar a presença militar no Ártico para “proteger” o flanco norte da OTAN das ações da Rússia, segundo o diário The Telegraph.
Sputnik

Segundo o jornal, mais de 1.000 fuzileiros navais da Marinha britânica farão treinamentos anuais com colegas noruegueses no âmbito de um programa previsto para dez anos, formando no futuro próximo um novo destacamento, assinalou Williamson durante uma visita à base militar em Bardufoss, na Noruega.


O ministro britânico mencionou também que o Reino Unido enviará no próximo ano para a região do Ártico um avião de patrulha marítima Poseidon P8 para vigiar a atividade crescente dos submarinos russos.

"Queremos melhorar nossas capacidades em condições de temperaturas abaixo de zero, aprendendo com antigos aliados, tais como a Noruega, ou monitorando as ameaças submarinas com nossos aviões Poseidon. Nos manteremos atentos a novos desafios", afirmou Williamson.

O minist…

Erdogan diz que Trump está ok com plano turco de nova operação militar na Síria

A Turquia pode iniciar uma nova operação militar na Síria a qualquer momento, conforme anunciou hoje o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, destacando um apoio do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, apesar de o Pentágono ter emitido uma advertência a Ancara, informou a agência Reuters.


Sputnik

Na última semana, o Departamento de Defesa norte-americano afirmou que uma ação militar individual no nordeste da Síria, onde operam as forças dos EUA, seria inaceitável. Porém, Erdogan sugeriu que Trump estaria mais receptivo aos planos turcos de se mover para o leste do rio Eufrates do que o Pentágono. 


O presidente dos EUA, Donald Trump, conversa com o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, na Casa Branca, em Washington, EUA, em 16 de maio de 2017
Donald Trump e Recep Tayyip Erdogan © REUTERS / Joshua Roberts

"Nós anunciamos oficialmente que iniciaremos uma operação militar a leste do Eufrates", disse o líder turco durante discurso na província central de Konya. "Nós discutimos isso com o Sr. Trump e ele deu uma resposta positiva."

De acordo com a Reuters, a Casa Branca não respondeu aos pedidos de comentários sobre a afirmação de Erdogan, mas, na sexta-feira passada, reconheceu que Trump e o presidente da Turquia falaram sobre a Síria durante uma conversa telefônica.

Ancara e Washington estão há tempos em desacordo sobre a melhor política para a Síria, onde os EUA têm apoiado a milícia curda das YPG contra o grupo terrorista do Daesh. A Turquia, por sua vez, considera as YPG uma organização extremista ligada ao Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), grupo que tem travado uma intensa insurgência no sudeste da Turquia há cerca de 30 anos.

Comentários

Postagens mais visitadas