Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Erdogan promete erradicar 'o que restar' do Daesh na Síria, diz Trump

Na quarta-feira (19), Trump anunciou a derrota do Daesh na Síria e a subsequente retirada das tropas americanas do país árabe, onde elas permaneciam unicamente para combater o Daesh.


Sputnik

No sábado (22), o presidente americano acrescentou que "os países locais, incluindo a Turquia" devem ser capazes de "tratar facilmente do que quer que tenha restado" do grupo terrorista.


Coletiva de imprensa entre Donald Trump e Recep Tayyip Erdogan em 16 de maio, 2017 (foto de arquivo)
Recep Tayyip Erdogan e Donald Trump © REUTERS / Kevin Lamarque

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, prometeu eliminar as forças que restaram do Daesh (grupo terrorista proibido na Rússia e em vários outros países) na Síria, disse na segunda-feira (24) o presidente dos EUA, Donald Trump.

"O presidente da Turquia me informou muito claramente que ele vai erradicar tudo o que restar do Daesh na Síria… e ele é um homem que pode fazê-lo bem, a Turquia está praticamente "ao lado". Nossas tropas estão voltando para casa!", escreveu Donald Trump no Twitter.

No final do domingo (23), Trump disse que manteve uma conversa telefônica "longa e produtiva" com Erdogan, durante a qual eles discutiram seu "envolvimento mútuo" na Síria e a planejada retirada das tropas dos EUA da Síria. Segundo Erdogan, os dois presidentes se comprometeram a "expandir a coordenação" na Síria.

A coalizão liderada pelos EUA atua desde 2014 no Iraque e na Síria com o alegado objetivo de derrotar o grupo terrorista Daesh o autoproclamado Estado Islâmico. No entanto, as ações da coalizão na Síria são realizadas sem autorização das autoridades do país ou do Conselho de Segurança da ONU. Damasco instou a ONU a agir e a acabar com a presença ilegal da coalizão no país.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas