Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa do Brasil tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial
Por Igor Gielow e Gustavo Patu | Folha de S.Paulo

A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.
Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o con…

Especialista avalia ação da defesa antiaérea síria no ataque contra Damasco

O sistema de defesa antiaérea da Síria interceptou uma série de mísseis lançados do espaço aéreo libanês contra a província de Damasco, segundo a mídia local. O especialista do Instituto Russo de Pesquisas Estratégicas, Vladimir Fitin, expressou a sua opinião sobre a atual situação na Síria.


Sputnik

Nesta terça-feira (25), o canal de televisão Ikhbariya reportou que a defesa aérea antiaérea da Síria repeliu um ataque de vários mísseis contra a província de Damasco. Um correspondente da Sputnik na Síria afirmou que na cidade ocorreu uma série de explosões.


Damasco após bombardeamentos (imagem referencial)
Bombardeio a Damasco, Síria © AP Photo/ Sem credenciais

"A situação mudou completamente. Hoje a defesa antiaérea da Síria está equipada com armas russas mais seguras. Depois do incidente com o avião russo derrubado [Il-20, em setembro de 2018] teve lugar uma pausa nos ataques aéreos da aviação israelense contra o território sírio", comentou o especialista Vladimir Fitin ao serviço russo da Rádio Sputnik.

Entretanto, segundo o analista, nos últimos tempos se ouviram diversas vezes declarações do primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu de que Israel continuaria destruindo todas as estruturas militares do Irã no território sírio que conseguisse detectar. A julgar por tudo, este foi realmente mais um ataque de Israel, mas os sistemas de defesa antiaérea sírios se mostraram bastante eficazes, assinalou.

A agência de notícias SANA reportou que o ataque foi lançado por aviões israelenses a partir do espaço aéreo libanês. Como resultado, três militares sírios ficaram feridos e um armazém de munições foi danificado.

Os militares israelenses afirmaram ter acionado o sistema da defesa antimíssil para interceptar os mísseis, acrescentando que não tinham informação sobre feridos ou danos materiais.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas