Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Capacetes brancos preparam novas provocações na Síria, diz enviado russo na ONU

Membros dos Capacetes Brancos estão preparando novas provocações com substâncias tóxicas na Síria, disse o vice-embaixador russo na ONU, Vladimir Safronkov, nesta quarta-feira (24) na reunião do Conselho de Segurança da ONU.
Sputnik

Safronkov observou que os Capacetes Brancos acusariam o governo sírio pelo uso de tais substâncias.

Mais cedo nesta quarta-feira (24), o Major General Viktor Kupchishin, chefe do Centro Russo para a Reconciliação Síria, argumentou que funcionários da mídia estrangeira na província síria de Hama conduziram uma filmagem falsa da "morte" de uma família supostamente devido ao uso de armas químicas pelas tropas sírias.

Em diversas ocasiões, Moscou e Damasco apontaram que os Capacetes Brancos estavam produzindo provocações envolvendo o uso de armas químicas com o objetivo de culpar o governo da Síria e dar aos países ocidentais justificativas para a intervenção no país.
A estratégia de encenar ataques para usá-los como falsa bandeira tem sido usada repetida…

Especialista revela vantagem do submarino russo da 4ª geração perante análogo americano

O submarino estratégico do projeto 955 Borei é duas vezes mais silencioso que o submarino polivalente nuclear da classe Virgínia dos EUA, declarou Aleksandr Blagov, diretor do Instituto Kurchatov, que participou do desenvolvimento do navio russo.


Sputnik


O primeiro submarinho da classe Virgínia foi entregue à Marinha dos EUA em 2004, enquanto a Marinha russa recebeu o Borei em 2013.


Submarino nuclear russo de classe Borei (foto de arquivo)
Submarino nuclear russo Classe Borei © Sputnik / Sevmash

"O submarino nuclear de quarta geração Borei é duas vezes mais silencioso que o Virgínia norte-americano", revelou Blagov, sublinhando que foram realizados esforços consideráveis para aumentar a furtividade do submarino.

Os submarinos nucleares russos de quarta geração do projeto Borei e Borei-A, equipados com mísseis balísticos intercontinentais R-30 Bulava, deverão ser o elemento principal do componente naval estratégico russo nas próximas décadas.

O Borei tem 170 metros de cumprimento, 13,5 metros de largura e seu o deslocamento é de 24 mil toneladas. Estes submarinos podem ser equipados com 16 mísseis balísticos intercontinentais R-30 Bulava.

A mídia já qualificou os navios do projeto 955 Borei como um "pesadelo" para os EUA e declarou que os novos submarinos russos são os mais temíveis em todo o mundo.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas