Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA podem dobrar contingente militar na América do Sul, diz chefe da inteligência russa

Os EUA podem aumentar seu contingente militar na América Central e do Sul de 20 mil para 40 mil homens, disse o vice-almirante Igor Kostyukov, chefe do Departamento Central de Inteligência (GRU, sigla em russo), do Estado-Maior das Forças Armadas da Rússia.
Sputnik

"Embora na América Latina não haja ameaça militar direta para a segurança dos EUA, Washington tem uma presença militar significativa [na região]. O Comando Conjunto das Forças Armadas dos EUA implantou na América Central e do Sul um contingente de 20 mil militares. No período de ameaças este pode aumentar para 40 mil militares", explicou Kostyukov.


De acordo com ele, os EUA podem provocar uma "revolução colorida" na Nicarágua e Cuba.

"As tecnologias de 'revolução colorida' testadas na Venezuela podem vir a ser usadas em breve na Nicarágua e em Cuba", disse ele.

Segundo Kostyukov, os EUA estão tentando estabelecer o controle total sobre a América Latina.

"A Administração dos EUA considera…

EUA bloqueiam venda de caças F-16 por Israel à Croácia, segundo imprensa

A administração do presidente norte-americano Donald Trump está bloqueando um contrato de venda por Israel de caças F-16 de fabricação norte-americana à Croácia, de acordo com um portal de notícias.


Sputnik

O contrato de US$ 500 milhões (R$ 1,93 bilhões) prevê a venda dos 12 caças modernizados pelo lado israelense, segundo o portal Axios, citando fontes oficiais no Estado judaico.


Caça F-16 da Força Aérea de Israel
F-16 Fighting Falcon israelense © AP Photo / Jack Guez

De acordo com seus dados, os EUA também queriam ganhar o concurso para fornecer os caças para a Força Aérea da Croácia, e consideram que as ações de Israel são desonestas por este tentar competir com seu aliado.

Segundo o Axios, os EUA insistem que para vender caças norte-americanos a terceiros Israel precisa de autorização por parte de Washington. Três semanas atrás, o lado norte-americano deu a entender ao governo israelense que os EUA iriam bloquear a venda. Por sua vez, o governo croata reagiu de forma negativa aos obstáculos no cumprimento do acordo e deu a entender a Israel que está aguardando pela sua eliminação o mais breve possível.

Conforme as fontes israelenses do portal, a questão do contrato com a Croácia estava na agenda do encontro que houve entre o premiê israelense Benjamin Netanyahu e o secretário de Estado norte-americano Mike Pompeo nesta segunda-feira (3). De acordo com o Axios, Pompeo disse a Netanyahu que não estava contra a venda, mas que o secretário de Defesa dos EUA, James Mattis, estava bloqueando o contrato.

O governo da Croácia decidiu comprar 12 caças israelenses F-16 em março, com um prazo de pagamento de 10 anos.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas