Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

General brasileiro em forças dos EUA atrapalha laços com Moscou e Pequim, diz especialista

A decisão do Brasil de enviar um oficial para integrar as Forças Armadas dos Estados Unidos deve atrapalhar as relações do país com importantes aliados, como China e Rússia. A avaliação é do especialista em Relações Internacionais Paulo Velasco, que conversou nesta segunda-feira com a Sputnik sobre esse polêmico assunto.
Sputnik

Na última semana, se tornou pública no Brasil a notícia de que o país indicará, até o final do ano, um general para assumir um posto no Comando Sul (SouthCom) dos EUA, que cobre América Central, Caribe e América do Sul, provocando controvérsias.


De acordo com o comandante responsável, o almirante Craig Faller, os interesses norte-americanos na região seriam ameaçados por Rússia, China, Irã, Venezuela, Cuba e Nicarágua, países com os quais o Brasil poderá ter relações prejudicadas por conta dessa situação, conforme acredita Velasco, professor adjunto de Política Internacional do Departamento de Relações Internacionais da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (U…

EUA podem enviar navio de guerra ao mar Negro em meio às tensões do Estreito de Kerch

Os militares dos EUA pediram ao Departamento de Estado para que notifiquem o governo da Turquia sobre a intenção de levar um navio de guerra ao Mar Negro, de acordo com a mídia.


Sputnik

A medida seria uma resposta a um incidente naval no Estreito de Kerch em 25 de novembro, quando três navios da Marinha ucraniana entraram em águas territoriais russas e violaram o direito internacional.


Novo navio de guerra dos EUA, USS Little Rock, chegando ao porto de Buffalo (imagem referencial)
USS Little Rock © AP Photo/ Carolyn Thompson

As autoridades russas detiveram os navios após as embarcações não responderem às exigências legais. Também foram detidos os 24 marinheiros que estavam a bordo dos navios.

A notificação da Marinha dos EUA dará a eles a opção para entrar na área, mas não se sabe se medida será tomada, segundo afirmou a CNN. Ainda segundo o canal de mídia, essa medida poderia aumentar as tensões entre os Estados Unidos e a Rússia.

Os Estados Unidos solicitaram à Rússia a liberdade dos marinheiros e também que devolvam os navios à Ucrânia. O presidente dos EUA, Donald Trump, decidiu cancelar uma reunião com o presidente russo, Vladimir Putin, durante a cúpula do G20 na Argentina após receber um relatório acerca do incidente de Kerch.

Putin afirmou que o incidente foi uma provocação preparada antecipadamente. Ela funcionaria como um pretexto para a introdução da lei marcial na Ucrânia antes da eleição presidencial do país. Conforme afirmou Putin, a lei marcial poderia afetar a campanha, prevista para começar no final de dezembro, em meio ao baixo índice de aprovação do presidente do país, Pyotr Poroshenko.

Comentários

Postagens mais visitadas