Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Força Aérea do Irã será reforçada com 'unidade de drones'

Em entrevista à agência de notícias da República Islâmica, IRNA, o comandante da Aviação Militar do Irã, segundo-brigadeiro-general Yousef Ghorbani, informou que a formação de uma “unidade de drones” para organizar as operações da força de drones é alta na agenda.


Sputnik

"A nova unidade será estabelecida em um futuro próximo", afirmou o brigadeiro-general, ressaltando que as unidades de drones terão a função de realizar missões de reconhecimento, que antes eram realizadas por helicópteros, conforme artigo publicado pela agência de notícias Mehr.


Drone iraniano
Drone iraniano © AP Photo / Jamejam Online, Chavosh Homavandi

Segundo ele, a Força Aérea do Irã pretende utilizar o conhecimento e a experiência baseados no conhecimento das empresas de elite para melhorar as capacidades da indústria da Defesa do país.

Além disso, o comandante assegura que a Aviação Militar do Irã possui atualmente a "maior e mais forte" frota de helicópteros do Oriente Médio.

Ghorbani notou que, com as sanções dos EUA, a Aviação Militar iraniana deve estar melhor preparada e equipada para defender o espaço aéreo do país contra ameaças regionais e inter-regionais.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas