Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA: sanções contra Venezuela servem como 'alerta para atores externos, incluindo Rússia'

Na última terça-feira (17), o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, culpou a Rússia e a Venezuela pela crise de refugiados observada no país latino-americano.
Sputnik

O conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, anunciou nesta quarta-feira (17) que os EUA estão impondo uma nova rodada de sanções contra a Venezuela, acrescentando o banco central do país à lista de restrições. 

Segundo o conselheiro de Segurança Nacional, as sanções recém-aplicadas deveriam se tornar um alerta para "todos os atores externos, inclusive a Rússia".

Desde o início da crise política na Venezuela no início deste ano, os EUA impuseram várias rodadas de sanções, visando os setores petrolífero e bancário do país, bem como indivíduos ligados às autoridades do país.

A Venezuela está sofrendo grave crise política desde janeiro. Junto com outros países ocidentais, os EUA apoiam Juan Guaidó, que se proclamou presidente interino da Venezuela. Ao mesmo tempo, Rússia, China e Turquia, entre outros…

Força Estratégica de Mísseis da Rússia ganhará reforços até o fim do ano (VIDEO)

A Força Estratégica de Mísseis da Rússia receberá até o fim do ano cerca de 100 novas peças de armamento, incluindo os sistemas de mísseis Yars, disse o Comandante da corporação, Coronel Sergei Karakaev.


Sputnik

"Até o final do ano está previsto o fornecimento de cerca de 100 novas peças de armamento para as tropas, incluindo os sistemas de mísseis Yars de implantação estacionária e móvel", disse Karakaev ao jornal Krasnaya Zvezda em uma entrevista.


Sistema de mísseis de quinta geração Yars durante o ensaio da Parada da Vitória
Míssil Yars © Sputnik / Yevgeny Biyatov

Karakaev disse também disse que, em 2021, a divisão Uzhur será a primeira da Rússia a ser equipada com os novos mísseis balísticos intercontinentais Sarmat.

"No âmbito do programa estatal de armamentos, a indústria russa está trabalhando no desenvolvimento do Sarmat, um novo complexo de mísseis pesados ​​com propulsores líquidos. O início das operações do exército com este complexo de mísseis está previsto para 2021 pelos regimentos da divisão Uzhur, que agora opera com o antecessor de Sarmat — o complexo de mísseis Voevoda", disse o militar.

O Comandante da Força Estratégica de Mísseis da Rússia também disse que, em 2019, a divisão Dombarovsky está prestes a se tornar a primeira na Rússia a ser armada com os novos sistemas de mísseis hipersônicos Avangard.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas