Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

França não se retira da Síria apesar da pressão turca

Os militares franceses não se retirarão de Síria apesar da pressão constante do regime turco.


Forças Terrestres

BEIRUTE, LÍBANO – De acordo com uma declaração do Ministério das Relações Exteriores da França, a missão em andamento para as tropas “desdrobradas no Levante (Síria) não mudou”.


“Através da Opération Chammal, o Exército Francês permanece engajado, os termos do engajamento levando em conta permanentemente as realidades do campo. As prioridades são derrotar militarmente os últimos bolsões dessa organização terrorista e impedir seu ressurgimento quando estiver no subterrâneo”, disse o comunicado do Ministério da Defesa da França na quinta-feira.

Os militares franceses continuarão apoiando as Forças Democráticas Sírias lideradas pelos curdos (SDF), ao mesmo tempo em que ajudam o Iraque na batalha contra o Estado Islâmico (ISIS/ISIL/IS/Daesh).

“A Força-Tarefa Wagram apoia as Forças Democráticas da Síria contra o Daesh (IS) na região de Hajine. A FT Wagram realizou 34 missões de combate do Iraque”, continua o comunicado.

“Esta semana, as aeronaves da Opération Chammal fizeram 22 surtidas aéreas (saldo de 19 a 25 de dezembro incluído). O Rafale liderou 13 ataques esta semana ”, acrescentou o MoD.

A Turquia tem pressionado o governo francês a se retirar da Síria depois que o presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou que as forças armadas de seu país deixariam o país nas próximas semanas.

FONTE: Al-Masdar News

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas