Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares juntam-se à polícia em protesto dos "coletes amarelos". Há 31 detidos

Os militares da operação antiterrorista "Sentinela" foram mobilizados para proteger as principais instituições francesas. Ao final da manhã, os coletes amarelos eram ainda em pequeno número na capital e quase invisíveis entre a população.
Diário de Notícias

As forças armadas francesas juntaram-se à polícia, este sábado, em Paris, para enfrentar o 19º fim de semana consecutivo de protestos dos coletes amarelos contra o governo do presidente Emmanuel Macron. Ao final da manhã, com os locais habituais de manifestação interditos e o reforço militar junto às principais instituições francesas, os "coletes amarelos" passavam quase despercebidos entre turistas e parisienses.

Segundo a Reuters, o governo francês decidiu mobilizar os militares da operação antiterrorista "Sentinela", depois de ter proibido os manifestantes de se reunirem nos Campos Elísios, onde no último fim de semana dezenas de lojas foram destruídas e algumas completamente pilhadas.

Além da presença …

Fronteira Líbano-Israel está 'tranquila', diz ONU

A fronteira entre Líbano e Israel está "tranquila" nesta terça-feira (4), afirmou uma representante da Organização das Nações Unidas (ONU). A região passa por operação das forças israelenses para destruir túneis que supostamente são do Hezbollah.


Sputnik

O Exército israelense disse que lançou uma operação apelidada de "Escudo do Norte" para destruir "túneis de ataque", acusando a milícia libanesa de escavar sob a fronteira.


Combatente do Hezbollah em Brital, no Líbano, olha na direção da Síria
© AP Photo / Bassem Mroue

O Hezbollah ainda não havia reagido e a Força Interina das Nações Unidas no Líbano disse que não há sinais de aumento de tensão, já que os tratores israelenses já estão operando.

"A situação na área de atuação da UNIFIL permanece calma", disse Malene Jensen, porta-voz da missão da ONU que monitora a região da fronteira, em comunicado. "A UNIFIL está em contato com todos os interlocutores relevantes para garantir que as partes usem os mecanismos de ligação e coordenação da UNIFIL para manter a calma e a estabilidade contínuas", disse ela.

Em 2006, Israel e o Hezbollah travaram uma devastadora guerra de um mês, durante a qual o grupo xiita fez amplo uso de uma rede de túneis para combater as tropas israelenses.

Desde então, o grupo se gabou de reconstruir sua rede de túneis, mas nunca afirmou claramente que eles seriam usados ​​para ataques internacionais.

Israel parece cada vez mais preocupado com o fato de o Irã estar tentando transferir parte de sua influência militar da Síria para o Líbano.

Perto da aldeia libanesa de Kfar Kila, um fotógrafo da AFP viu na terça-feira pelo menos uma escavadeira israelense levantando a terra, aparentemente como parte da Operação Escudo do Norte.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas