Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin ameaça retaliar se EUA instalarem mísseis na Europa

Em seu discurso sobre o estado da nação, presidente russo faz ataques a Washington e promete apontar seu arsenal para os Estados Unidos e para o continente europeu se mísseis americanos atravessarem o Atlântico.
Deutsch Welle

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou nesta quarta-feira (20/02) que seu país responderá a um possível envio de mísseis americanos à Europa, fazendo com que não apenas os países que receberem esses armamentos se tornem alvos, mas também os Estados Unidos.


Em seu discurso anual sobre o estado da nação em Moscou, Putin elevou o tom ao comentar uma nova e potencial corrida armamentista. Ele afirmou que a reação russa a um possível envio seria rigorosa e que as autoridades em Washington – algumas das quais estariam obcecadas com o "excepcionalismo" americano – deveriam calcular os riscos antes de tomar qualquer medida.

"É o direito deles de pensar da forma que quiserem. Mas eles sabem fazer cálculos? Tenho certeza que sabem. Deixemos que eles cal…

Fuzileiros dos EUA iniciam resgate após queda de dois aviões perto do Japão

O Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA deu início a uma operação de busca e resgate perto do Japão na manhã desta quinta-feira (hora local), após um acidente envolvendo um F/A-18 que estava conduzindo um reabastecimento aéreo de um KC-130. Ambas as aeronaves caíram no mar, segundo a mídia.


Sputnik

Um caça F/A-18 tentando reabastecer seu suprimento de combustível caiu com dois membros de serviço a bordo. O petroleiro C-130 carregava cinco indivíduos quando caiu também, de acordo com a rede americana CBS, citando os fuzileiros navais dos EUA.

F/A-18 C
F/A-18 Super Hornet © flickr.com/ PRONational Museum of the U.S. Navy

"As operações de busca e salvamento continuam para os aviões do Corpo de Fuzileiros dos EUA que estiveram envolvidos em um acidente na costa do Japão por volta das 2:00 da manhã de 6 de dezembro", disseram os fuzileiros navais em um comunicado.

O par de aeronaves originou seus voos da Base Aérea Iwakuni para "treinos programados regularmente quando ocorreu o acidente", de acordo com a corporação.

As aeronaves e o pessoal japoneses também estão envolvidos na operação de busca e salvamento.


Comentários

Postagens mais visitadas