Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA não querem competir com novas armas da Rússia, mas não descartam usar armas nucleares

Apesar de um orçamento de defesa maior do que os próximos sete países juntos, os EUA dizem que a Rússia está avançando em uma nova corrida armamentista, e o Pentágono não tem escolha a não ser confiar em sua dissuasão nuclear. Mas quão sinceros eles estão sendo?
Sputnik

"São precisos dois para competir", afirmou nesta semana David Trachtenberg, vice-subsecretário de Defesa dos EUA, acrescentando que os EUA "não estão interessados em equiparar o sistema russo ao sistema".

Ele também observou que "os russos estão desenvolvendo uma incrível quantidade de novos sistemas de armas nucleares" e geralmente "estão fazendo uma série de coisas que simplesmente não estamos fazendo".

Falando no Brookings Institution em Washington, um importante grupo de estudos, Trachtenberg disse que a Rússia lançou recentemente um "programa de modernização militar" ao "re-escalonar e substituir completamente muitos de seus sistemas nucleares tanto no nível estra…

Fuzileiros dos EUA iniciam resgate após queda de dois aviões perto do Japão

O Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA deu início a uma operação de busca e resgate perto do Japão na manhã desta quinta-feira (hora local), após um acidente envolvendo um F/A-18 que estava conduzindo um reabastecimento aéreo de um KC-130. Ambas as aeronaves caíram no mar, segundo a mídia.


Sputnik

Um caça F/A-18 tentando reabastecer seu suprimento de combustível caiu com dois membros de serviço a bordo. O petroleiro C-130 carregava cinco indivíduos quando caiu também, de acordo com a rede americana CBS, citando os fuzileiros navais dos EUA.

F/A-18 C
F/A-18 Super Hornet © flickr.com/ PRONational Museum of the U.S. Navy

"As operações de busca e salvamento continuam para os aviões do Corpo de Fuzileiros dos EUA que estiveram envolvidos em um acidente na costa do Japão por volta das 2:00 da manhã de 6 de dezembro", disseram os fuzileiros navais em um comunicado.

O par de aeronaves originou seus voos da Base Aérea Iwakuni para "treinos programados regularmente quando ocorreu o acidente", de acordo com a corporação.

As aeronaves e o pessoal japoneses também estão envolvidos na operação de busca e salvamento.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas