Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA: sanções contra Venezuela servem como 'alerta para atores externos, incluindo Rússia'

Na última terça-feira (17), o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, culpou a Rússia e a Venezuela pela crise de refugiados observada no país latino-americano.
Sputnik

O conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, anunciou nesta quarta-feira (17) que os EUA estão impondo uma nova rodada de sanções contra a Venezuela, acrescentando o banco central do país à lista de restrições. 

Segundo o conselheiro de Segurança Nacional, as sanções recém-aplicadas deveriam se tornar um alerta para "todos os atores externos, inclusive a Rússia".

Desde o início da crise política na Venezuela no início deste ano, os EUA impuseram várias rodadas de sanções, visando os setores petrolífero e bancário do país, bem como indivíduos ligados às autoridades do país.

A Venezuela está sofrendo grave crise política desde janeiro. Junto com outros países ocidentais, os EUA apoiam Juan Guaidó, que se proclamou presidente interino da Venezuela. Ao mesmo tempo, Rússia, China e Turquia, entre outros…

Irã acusa de atentado a Israel e Estados Unidos

Irão acusou a Israel, Estados Unidos e outros governos regionais pelo atentado terrorista na cidade portuária de Chabahar que deixou um saldo de dois mortos e 40 feridos.


Prensa Latina

Teerã - O ministro iraniano de Inteligência, Mahmud Alavi, denunciou que os serviços de segurança de países da região estão envolvidos nesses atos de terror, reproduzem hoje meios locais.

Ministro iraniano de Inteligência, Mahmud Alavi | Reprodução

A julgamento de Alavi, o regime sionista e Washington respaldam correntes terroristas para favorecer seus interesses.

'Estados Unidos, Israel e alguns governos árabes consideram que o terrorismo alinhado a esses interesses não é digno de condenação', precisou.

O ministro iraniano alertou sobre a emergência de focos e bases do grupo radical Estado Islâmico, pois só basta, acrescentou, um vazio de soberania para que para ali se translade uma corrente extremista.

A cidade portuária iraniana de Chabahar está a uns 100 quilômetros da fronteira com Paquistão e na quinta-feira passada foi vítima de um atentado suicide com carro bomba que matou ao menos duas pessoas e feriu a 40.

De acordo com relatórios da Inteligência iraniana, o grupo terrorista Ansar a o-Forqan atribuiu-se a ação criminosa.

Essa célula extremista recebe apoio financeiro de países árabes, segundo informação recopilada por órgãos especializados iranianos.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas