Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Irã ameaça romper limite de reservas de urânio; entenda o que país pode fazer se sair de acordo nuclear

Sem regulação, país pode adotar equipamentos mais modernos e rápidos e ampliar volume de enriquecimento de material que pode ser usado em armas nucleares. Acordo foi firmado em 2015 entre Irã e mais seis países, mas Trump retirou EUA em maio de 2018.
Associated Press

O Irã anunciou que irá exceder o limite de reservas de urânio determinado pelo acordo nuclear de 2015, ampliando as tensões no Oriente Médio.

O prazo de 27 de junho dado por Teerã vem antes de outra data limite, 7 de julho, para que a Europa apresente melhores termos para que o país permaneça no acordo. Se essa segunda data passar sem nenhuma ação, o presidente iraniano Hassan Rouhani diz que a república islâmica irá provavelmente retomar o alto enriquecimento de urânio.

Veja a seguir em que situação está o programa nuclear do Irã atualmente:

O acordo nuclear

O Irã fechou um acordo nuclear em 2015 com Estados Unidos, França, Alemanha, Reino Unido, Rússia e China. O acordo, formalmente conhecido como Plano de Ação Conjunto Abran…

Irã considera comprar caças JF-17 Thunder fabricados no Paquistão

A Força Aérea da República Islâmica do Irã está considerando a compra de jatos de caça JF-17 Thunder, fabricados no Paquistão, para substituir progressivamente seus antigos jatos F-14 e MiG-29.


Poder Aéreo

De acordo com o repórter e analista Muzammil Hatami, oficiais do Corpo da Guarda Revolucionária Islâmica anunciaram um acordo com o Paquistão para a compra de jatos de combate JF-17 Thunder durante a exposição IDEAS 2018.

JF-17 Thunder ou FC-1

“O general do IRGC (Corpo da Guarda Revolucionária Islâmica) comentou (sobre incorporar o JF-17 Thunder no próximo ano na frota da Força Aérea iraniana) depois de visitar o Paquistão e conhecer o caça na exposição IDEIAS 10 em Karachi no Paquistão”, disse Muzammil Hatami.

Há muito tempo, o Irã está em busca de um substituto para seus antigos caças de 3ª geração. Depois de décadas de estrangulamento financeiro e tecnológico, o Irã está tentando reconstruir sua força aérea.

Há pouco, o Irã estava para assinar um contrato com a Rússia para comprar os caças Sukhoi Su-30SM. Mas por causa da influência dos Estados Unidos e de vários países europeus, o acordo nunca aconteceu.

A opção de comprar jatos de combate JF-17 Thunder é perfeita para o Irã e é bem possível que um contrato para novas aeronaves possa ser assinado em breve.

O JF-17 Thunder é um caça multifunção desenvolvido em conjunto pelo Complexo Aeronáutico do Paquistão (PAC) e pela Chengdu Aircraft Corporation (CAC) da China.

O JF-17 pode ser usado para reconhecimento aéreo, ataque ao solo e interceptação de aeronaves.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas