Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Israel continuará combate contra Irã na Síria em meio a saída dos EUA, diz Netanyahu

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, reafirmou o empenho de Tel Aviv de combater o Irã na Síria, apesar da retirada das tropas estadunidenses da região.


Sputnik

"A decisão de retirar os 2.000 militares estadunidenses da Síria não vai mudar nossa política consistente: continuaremos a agir contra a tentativa do Irã de estabelecer bases militares na Síria, e se for necessário até expandiremos nossas operações lá", disse o primeiro-ministro, citado pelo Jerusalem Post.


Soldado e tanques israelenses perto da fronteira com a Síria
Tropas israelenses na fronteira com a Síria © AP Photo / Ariel Schalit

As palavras do primeiro-ministro foram corroboradas pelo ministro da Justiça israelense, Ayelet Shaked, que declarou que o país "fará tudo o possível para impedir que o Irã se estabeleça na Síria".

O Irã tem negado repetidamente a presença de suas tropas na Síria, afirmando que apenas enviou conselheiros militares para ajudarem o governo sírio no combate aos terroristas.

Na quarta-feira (19), Donald Trump declarou que os EUA derrotaram o Daesh (grupo terrorista proibido na Rússia) na Síria, acrescentando que o grupo terrorista era a única razão pela qual as tropas dos EUA estavam combatendo no país do Oriente Médio durante a sua presidência.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas