Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil prevê inaugurar estação na Antártica em 2020, oito anos após incêndio

Obra é executada por uma empresa chinesa e, segundo a Marinha, se aproxima do final. Incêndio em 2012 destruiu estação, e dois militares morreram.
Por Guilherme Mazui | G1 — Brasília

Passados sete anos desde o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, a Marinha prevê inaugurar a nova estação em março de 2020.

Executada pela empresa chinesa Ceiec, a obra se aproxima do final, segundo a Marinha, que prevê concluir as obras civis e a instalação de máquinas e mobiliário até 31 de março, iniciando um período de testes do complexo científico até março de 2020. Após os testes, a estação poderá receber militares e pesquisadores.

"A previsão de inauguração é março de 2020, quando os pesquisadores e o Grupo-Base [de militares] deverão ocupar em definitivo as instalações da nova Estação Antártica Comandante Ferraz", informou a Marinha ao G1.

Com investimento de US$ 99,6 milhões, o complexo receberá profissionais que atuam no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), criad…

Justiça Federal condena ex-executivos da Embraer por suborno de coronel da Força Aérea Dominicana

Acordo entre empresários e oficial aconteceu em 2008. MPF acusa ex-executivos de pagarem U$ 3,5 milhões em propina para que companhia fosse favorecida em U$ 92 milhões.


Por G1 Rio

A Justiça Federal condenou nesta segunda-feira (17) dez ex-executivos da Embraer por corrupção internacional na venda de oito aviões super tucano para a República Dominicana. O acordo entre os empresários e um coronel da Força Aérea Dominicana aconteceu em 2008.

Resultado de imagem para super tucano republica dominicana
A-29 Super Tucarno da República Dominicana | Reprodução

O Ministério Público Federal acusa os ex-executivos de pagarem U$ 3,5 milhões em propina para que a companhia fosse favorecida no negócio de U$ 92 milhões. O representante da República Dominicana no acordo na época exercia a função de Diretor de Projetos Especiais do Ministério das Forças Armadas Dominicanas.

A decisão do juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, proíbe ainda o exercício de atividades públicas de qualquer natureza dos réus. Um deles teve sua pena substituída porque firmou acordo de colaboração premiada.

A Embraer declarou que não é parte do processo e não comenta situações individuais.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas