Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Capacetes brancos preparam novas provocações na Síria, diz enviado russo na ONU

Membros dos Capacetes Brancos estão preparando novas provocações com substâncias tóxicas na Síria, disse o vice-embaixador russo na ONU, Vladimir Safronkov, nesta quarta-feira (24) na reunião do Conselho de Segurança da ONU.
Sputnik

Safronkov observou que os Capacetes Brancos acusariam o governo sírio pelo uso de tais substâncias.

Mais cedo nesta quarta-feira (24), o Major General Viktor Kupchishin, chefe do Centro Russo para a Reconciliação Síria, argumentou que funcionários da mídia estrangeira na província síria de Hama conduziram uma filmagem falsa da "morte" de uma família supostamente devido ao uso de armas químicas pelas tropas sírias.

Em diversas ocasiões, Moscou e Damasco apontaram que os Capacetes Brancos estavam produzindo provocações envolvendo o uso de armas químicas com o objetivo de culpar o governo da Síria e dar aos países ocidentais justificativas para a intervenção no país.
A estratégia de encenar ataques para usá-los como falsa bandeira tem sido usada repetida…

Lei marcial gera custo de US$ 125 milhões ao Banco Nacional da Ucrânia

O Banco Nacional da Ucrânia gastou US$ 125 milhões para segurar a variação do câmbio no país nos 3 primeiros dias após a imposição da lei marcial no país em resposta ao incidente no estreito de Kerch.


Sputnik

A informação foi divulgada pelo presidente do banco, Yakiv Smolii, neste domingo (9).


Presidente ucraniano, Pyotr Poroshenko, na Conferência de Segurança em Munique, Alemanha, 17 de fevereiro de 2017
Pyotr Poroshenko, presidente da Ucrânia © AP Photo / Matthias Balk

No dia 26 de novembro, o parlamento ucraniano apoiou a iniciativa do presidente ucraniano Pyotr Poroshenko de impôr a lei marcial em 10 regiões do leste do país.

A medida foi uma resposta ao incidente no estreito de Kerch, em que três navios ucranianos foram detidos pela Rússia após cruzarem ilegalmente as águas terrirotoriais russas.

"Uma certa exaltação nos primeiros três dias após a imposição da lei marcial foi rapidamente substituído pelo fortalecimento da hryvnia [moeda ucraniana] no final da semana. O Banco Nacional suavizou as flutuações das intervenções cambiais. Para apoiar a taxa de câmbio, cerca de cerca de US$ 125 milhões foram gastos das reservas entre 26 e 30 de novembro", disse Smolii ao site VoxUkraine.

O presidente da Rússia, Vladimir Puton disse que o incidente do estreito de Kerch foi uma provocação preparada como um pretexto para introduzir a lei marcial no na Ucrânia. Putin também afirmou que a provocação poderia estar ligada à baixa popularidade de Poroshenko e a aproximação das eleições presidenciais de 2019, cuja campanha se inicio em dezembro.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas