Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil prevê inaugurar estação na Antártica em 2020, oito anos após incêndio

Obra é executada por uma empresa chinesa e, segundo a Marinha, se aproxima do final. Incêndio em 2012 destruiu estação, e dois militares morreram.
Por Guilherme Mazui | G1 — Brasília

Passados sete anos desde o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, a Marinha prevê inaugurar a nova estação em março de 2020.

Executada pela empresa chinesa Ceiec, a obra se aproxima do final, segundo a Marinha, que prevê concluir as obras civis e a instalação de máquinas e mobiliário até 31 de março, iniciando um período de testes do complexo científico até março de 2020. Após os testes, a estação poderá receber militares e pesquisadores.

"A previsão de inauguração é março de 2020, quando os pesquisadores e o Grupo-Base [de militares] deverão ocupar em definitivo as instalações da nova Estação Antártica Comandante Ferraz", informou a Marinha ao G1.

Com investimento de US$ 99,6 milhões, o complexo receberá profissionais que atuam no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), criad…

Lei marcial gera custo de US$ 125 milhões ao Banco Nacional da Ucrânia

O Banco Nacional da Ucrânia gastou US$ 125 milhões para segurar a variação do câmbio no país nos 3 primeiros dias após a imposição da lei marcial no país em resposta ao incidente no estreito de Kerch.


Sputnik

A informação foi divulgada pelo presidente do banco, Yakiv Smolii, neste domingo (9).


Presidente ucraniano, Pyotr Poroshenko, na Conferência de Segurança em Munique, Alemanha, 17 de fevereiro de 2017
Pyotr Poroshenko, presidente da Ucrânia © AP Photo / Matthias Balk

No dia 26 de novembro, o parlamento ucraniano apoiou a iniciativa do presidente ucraniano Pyotr Poroshenko de impôr a lei marcial em 10 regiões do leste do país.

A medida foi uma resposta ao incidente no estreito de Kerch, em que três navios ucranianos foram detidos pela Rússia após cruzarem ilegalmente as águas terrirotoriais russas.

"Uma certa exaltação nos primeiros três dias após a imposição da lei marcial foi rapidamente substituído pelo fortalecimento da hryvnia [moeda ucraniana] no final da semana. O Banco Nacional suavizou as flutuações das intervenções cambiais. Para apoiar a taxa de câmbio, cerca de cerca de US$ 125 milhões foram gastos das reservas entre 26 e 30 de novembro", disse Smolii ao site VoxUkraine.

O presidente da Rússia, Vladimir Puton disse que o incidente do estreito de Kerch foi uma provocação preparada como um pretexto para introduzir a lei marcial no na Ucrânia. Putin também afirmou que a provocação poderia estar ligada à baixa popularidade de Poroshenko e a aproximação das eleições presidenciais de 2019, cuja campanha se inicio em dezembro.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas