Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

General brasileiro em forças dos EUA atrapalha laços com Moscou e Pequim, diz especialista

A decisão do Brasil de enviar um oficial para integrar as Forças Armadas dos Estados Unidos deve atrapalhar as relações do país com importantes aliados, como China e Rússia. A avaliação é do especialista em Relações Internacionais Paulo Velasco, que conversou nesta segunda-feira com a Sputnik sobre esse polêmico assunto.
Sputnik

Na última semana, se tornou pública no Brasil a notícia de que o país indicará, até o final do ano, um general para assumir um posto no Comando Sul (SouthCom) dos EUA, que cobre América Central, Caribe e América do Sul, provocando controvérsias.


De acordo com o comandante responsável, o almirante Craig Faller, os interesses norte-americanos na região seriam ameaçados por Rússia, China, Irã, Venezuela, Cuba e Nicarágua, países com os quais o Brasil poderá ter relações prejudicadas por conta dessa situação, conforme acredita Velasco, professor adjunto de Política Internacional do Departamento de Relações Internacionais da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (U…

Maduro diz que milícia civil da Venezuela chega a 1,6 milhão de membros

Discurso do chavista foi feito menos de uma semana após ele acusar os EUA de planejarem invadir o país; ‘iremos armar a milícia bolivariana até os dentes’, disse o presidente


Forças Terrestres

CARACAS – O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse nesta segunda-feira, 17, que a milícia civil venezuelana atingiu 1,6 milhão membros, mais do que triplicando de tamanho desde o início do ano, e que a missão do grupo é defender o país de agressões externas.


O discurso de Maduro a membros da milícia, transmitido pela televisão estatal, foi feito menos de uma semana depois de o líder socialista acusar os Estados Unidos de planejarem invadir o país, que passa por severa crise econômica.

“Nós iremos armar a milícia bolivariana até os dentes”, disse Maduro, sem detalhar quantos membros do grupo estão armados. “Uma força imperialista invasora pode entrar em uma parte da nossa pátria, mas os imperialistas precisam saber que eles não vão sair daqui vivos.”

A Milícia Nacional Bolivariana é uma força de reserva composta por voluntários civis. Foi fundada em 2008 pelo ex-presidente Hugo Chávez para auxiliar as Forças Armadas.

Maduro ressaltou na segunda-feira que, em abril, deu a ordem para aumentar o tamanho da força de reserva para 1 milhão de membros. Na época, ele disse que a milícia contava com “quase 400 mil” integrantes.

FONTE: Estadão/Reuters

Comentários

Postagens mais visitadas