Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Maduro: Venezuela é alvo de ameaças imperialistas

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, assegurou nesta sexta-feira na cúpula da Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América (ALBA) que seu país está no olho do furacão das ameaças imperialistas.


Sputnik

"[América Latina] é uma área em disputa. Uma disputa intensa. Uma ofensiva contra governos progressistas. Estamos no olho do furacão das ameaças imperialistas e seus governos satélites no continente", disse Maduro durante a cúpula da ALBA que acontece em Havana.


Nicolás Maduro, presidente da Venezuela no Fórum Internacional Semana da Energia da Rússia
Nicolás Maduro © Sputnik / Sergei Guneev

Segundo ele, "uma campanha brutal contra a revolução bolivariana" está em curso.

O presidente assegurou que a luta está sendo travada entre o projeto "neocolonialista imperialista" dos Estados Unidos e o projeto de "libertação, independência e felicidade compartilhada" e promovida, entre outros, por seu governo.

Maduro considerou apropriado unir os esforços dos povos da região para estabelecer as bases para a independência dos próximos anos.

A ALBA, fundada em 2004 a pedido da Venezuela, tem entre seus membros Antígua e Barbuda, Bolívia, Cuba, Dominica, Grenada, Nicarágua, Saint Kitts e Nevis, Santa Lúcia, São Vicente e Granadinas, e Suriname.

O Governo do Equador decidiu retirar-se da ALBA em agosto deste ano, em resposta à situação política e migratória da Venzuela.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas