Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin ameaça retaliar se EUA instalarem mísseis na Europa

Em seu discurso sobre o estado da nação, presidente russo faz ataques a Washington e promete apontar seu arsenal para os Estados Unidos e para o continente europeu se mísseis americanos atravessarem o Atlântico.
Deutsch Welle

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou nesta quarta-feira (20/02) que seu país responderá a um possível envio de mísseis americanos à Europa, fazendo com que não apenas os países que receberem esses armamentos se tornem alvos, mas também os Estados Unidos.


Em seu discurso anual sobre o estado da nação em Moscou, Putin elevou o tom ao comentar uma nova e potencial corrida armamentista. Ele afirmou que a reação russa a um possível envio seria rigorosa e que as autoridades em Washington – algumas das quais estariam obcecadas com o "excepcionalismo" americano – deveriam calcular os riscos antes de tomar qualquer medida.

"É o direito deles de pensar da forma que quiserem. Mas eles sabem fazer cálculos? Tenho certeza que sabem. Deixemos que eles cal…

Ministério da Defesa russo anuncia construção de estaleiro naval na Síria

A Rússia planeja a construção de um estaleiro naval no porto sírio de Tartus, informou o vice-ministro da Defesa Timur Ivanov.


Sputnik


"Temos um projeto conjunto para a construção de uma oficina naval ou de um estaleiro com o Ministério da Indústria e Comércio diretamente em Tartus para a manutenção de embarcações de várias classes. O projeto encontra-se em andamento, uma equipe de avaliação da situação já foi para o local", disse Ivanov em entrevista ao jornal russo Kommersant.


Marinheiros russos e sírios efetuam manobras conjuntas no porto de Tartus
Tartus, Síria © Sputnik / Dmitriy Vinogradov

Em Tartus já existe um centro de logística da Marinha da Rússia, usado pelo grupo permanente de navios da Frota russa no mar Mediterrâneo.

No final do ano passado, o ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, anunciou que a Rússia começou a estabelecer uma presença permanente na cidade costeira de Tartus e em Hmeymim, na província vizinha de Latakia.

A defesa antiaérea da base de Hmeymim é efetuada por avançados sistemas S-400, enquanto os sistemas de mísseis terra-ar S-300, assim como os sistemas de defesa costeira, equipados com mísseis de cruzeiro Bastion, protegem a base de Tartus.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas