Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA podem dobrar contingente militar na América do Sul, diz chefe da inteligência russa

Os EUA podem aumentar seu contingente militar na América Central e do Sul de 20 mil para 40 mil homens, disse o vice-almirante Igor Kostyukov, chefe do Departamento Central de Inteligência (GRU, sigla em russo), do Estado-Maior das Forças Armadas da Rússia.
Sputnik

"Embora na América Latina não haja ameaça militar direta para a segurança dos EUA, Washington tem uma presença militar significativa [na região]. O Comando Conjunto das Forças Armadas dos EUA implantou na América Central e do Sul um contingente de 20 mil militares. No período de ameaças este pode aumentar para 40 mil militares", explicou Kostyukov.


De acordo com ele, os EUA podem provocar uma "revolução colorida" na Nicarágua e Cuba.

"As tecnologias de 'revolução colorida' testadas na Venezuela podem vir a ser usadas em breve na Nicarágua e em Cuba", disse ele.

Segundo Kostyukov, os EUA estão tentando estabelecer o controle total sobre a América Latina.

"A Administração dos EUA considera…

Nova corveta russa pode navegar em qualquer zona dos oceanos

A mais nova corveta do projeto 20380 da Marinha russa, Gromky, é um sistema de combate perfeito com novas capacidades, declarou o vice-comandante da Frota do Pacífico, contra-almirante Igor Korolev.


Sputnik

Na terça-feira (25) decorreu a cerimônia para celebrar a entrega da corveta Gromky à Frota do Pacífico. O navio é a segunda corveta do projeto 20380, construído especificamente para a frota como parte do programa de rearmamento.


Resultado de imagem para gromky corvette
Corveta russa Gromky | Reprodução

Os navios desse projeto são destinados a operações na zona marítima próxima, combate contra navios e submarinos de superfície inimigos e apoio de artilharia para as forças de assalto anfíbias. No entanto, esta corveta pode operar em praticamente todas as zonas do oceano.

"A embarcação é um sistema de combate universal perfeito, capaz de combater submarinos inimigos e navios de superfície", informou a jornalistas Korolev.

"Podemos receber as informações de um navio vizinho, refleti-las nos monitores", comentou o contra-almirante, observando que, desse modo, a corveta poderá ajudar outros navios que estejam nas proximidades.

Korolev ainda destacou que se trata de um navio universal e extremamente econômico.

"Ele é praticamente ilimitado em termos de áreas de navegação e, consequentemente, pode resolver tarefas nas áreas necessárias. Podemos dizer que irá operar em todo o espectro de áreas oceânicas, incluindo a possibilidade de navegar até à costa da Austrália, por exemplo", salientou.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas