Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Irã ameaça romper limite de reservas de urânio; entenda o que país pode fazer se sair de acordo nuclear

Sem regulação, país pode adotar equipamentos mais modernos e rápidos e ampliar volume de enriquecimento de material que pode ser usado em armas nucleares. Acordo foi firmado em 2015 entre Irã e mais seis países, mas Trump retirou EUA em maio de 2018.
Associated Press

O Irã anunciou que irá exceder o limite de reservas de urânio determinado pelo acordo nuclear de 2015, ampliando as tensões no Oriente Médio.

O prazo de 27 de junho dado por Teerã vem antes de outra data limite, 7 de julho, para que a Europa apresente melhores termos para que o país permaneça no acordo. Se essa segunda data passar sem nenhuma ação, o presidente iraniano Hassan Rouhani diz que a república islâmica irá provavelmente retomar o alto enriquecimento de urânio.

Veja a seguir em que situação está o programa nuclear do Irã atualmente:

O acordo nuclear

O Irã fechou um acordo nuclear em 2015 com Estados Unidos, França, Alemanha, Reino Unido, Rússia e China. O acordo, formalmente conhecido como Plano de Ação Conjunto Abran…

Nova corveta russa pode navegar em qualquer zona dos oceanos

A mais nova corveta do projeto 20380 da Marinha russa, Gromky, é um sistema de combate perfeito com novas capacidades, declarou o vice-comandante da Frota do Pacífico, contra-almirante Igor Korolev.


Sputnik

Na terça-feira (25) decorreu a cerimônia para celebrar a entrega da corveta Gromky à Frota do Pacífico. O navio é a segunda corveta do projeto 20380, construído especificamente para a frota como parte do programa de rearmamento.


Resultado de imagem para gromky corvette
Corveta russa Gromky | Reprodução

Os navios desse projeto são destinados a operações na zona marítima próxima, combate contra navios e submarinos de superfície inimigos e apoio de artilharia para as forças de assalto anfíbias. No entanto, esta corveta pode operar em praticamente todas as zonas do oceano.

"A embarcação é um sistema de combate universal perfeito, capaz de combater submarinos inimigos e navios de superfície", informou a jornalistas Korolev.

"Podemos receber as informações de um navio vizinho, refleti-las nos monitores", comentou o contra-almirante, observando que, desse modo, a corveta poderá ajudar outros navios que estejam nas proximidades.

Korolev ainda destacou que se trata de um navio universal e extremamente econômico.

"Ele é praticamente ilimitado em termos de áreas de navegação e, consequentemente, pode resolver tarefas nas áreas necessárias. Podemos dizer que irá operar em todo o espectro de áreas oceânicas, incluindo a possibilidade de navegar até à costa da Austrália, por exemplo", salientou.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas