Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Capacetes brancos preparam novas provocações na Síria, diz enviado russo na ONU

Membros dos Capacetes Brancos estão preparando novas provocações com substâncias tóxicas na Síria, disse o vice-embaixador russo na ONU, Vladimir Safronkov, nesta quarta-feira (24) na reunião do Conselho de Segurança da ONU.
Sputnik

Safronkov observou que os Capacetes Brancos acusariam o governo sírio pelo uso de tais substâncias.

Mais cedo nesta quarta-feira (24), o Major General Viktor Kupchishin, chefe do Centro Russo para a Reconciliação Síria, argumentou que funcionários da mídia estrangeira na província síria de Hama conduziram uma filmagem falsa da "morte" de uma família supostamente devido ao uso de armas químicas pelas tropas sírias.

Em diversas ocasiões, Moscou e Damasco apontaram que os Capacetes Brancos estavam produzindo provocações envolvendo o uso de armas químicas com o objetivo de culpar o governo da Síria e dar aos países ocidentais justificativas para a intervenção no país.
A estratégia de encenar ataques para usá-los como falsa bandeira tem sido usada repetida…

Qatar receberá primeiros F-15QAs no início de 2021

O primeiro dos 36 caças multifunção Boeing F-15QA encomendados pelo Qatar chegará ao emirado no início de 2021, disse o general-de-brigada Eisa al-Mohannadi, diretor da Força Aérea Qatari (QEAF) ao jornalistas durante uma viagem de imprensa a Al -Udeid Air Base em 26 de novembro.


Poder Aéreo

“As entregas de aeronaves para o Catar começarão no início de 2021 e continuarão até o final de 2022, quando todas as 36 aeronaves estarão no país”, disse a Gen Eisa. A primeira entrega será composta por seis F-15QAs e toda a frota estará totalmente operacional até 2023, acrescentou.

F-15QA da QAEF
F-15QA da QAEF

O F-15QA, a versão qatari do F-15E Advanced Eagle, será conhecido como Ababil na QAEF (Qatar Emiri Air Force) e será baseado em Al-Udeid.

O general Eisa disse que a QAEF selecionou o tipo, pois tem o maior alcance e a maior carga útil da aeronave considerada para o requisito, e que sua razão de subida, velocidade de cruzeiro e velocidade máxima são “de classe mundial”.

Combinadas com as armas disponíveis, essas capacidades permitem à aeronave defender o Catar de ameaças aéreas, terrestres e marítimas, acrescentou, observando também que o tipo é totalmente interoperável com a Força Aérea dos EUA (USAF).

FONTE: Jane’s

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas