Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Irã ameaça romper limite de reservas de urânio; entenda o que país pode fazer se sair de acordo nuclear

Sem regulação, país pode adotar equipamentos mais modernos e rápidos e ampliar volume de enriquecimento de material que pode ser usado em armas nucleares. Acordo foi firmado em 2015 entre Irã e mais seis países, mas Trump retirou EUA em maio de 2018.
Associated Press

O Irã anunciou que irá exceder o limite de reservas de urânio determinado pelo acordo nuclear de 2015, ampliando as tensões no Oriente Médio.

O prazo de 27 de junho dado por Teerã vem antes de outra data limite, 7 de julho, para que a Europa apresente melhores termos para que o país permaneça no acordo. Se essa segunda data passar sem nenhuma ação, o presidente iraniano Hassan Rouhani diz que a república islâmica irá provavelmente retomar o alto enriquecimento de urânio.

Veja a seguir em que situação está o programa nuclear do Irã atualmente:

O acordo nuclear

O Irã fechou um acordo nuclear em 2015 com Estados Unidos, França, Alemanha, Reino Unido, Rússia e China. O acordo, formalmente conhecido como Plano de Ação Conjunto Abran…

Rússia cria projeto para desenvolvimento de lançador múltiplo de foguetes para navios

Um projeto de novo lançador múltiplo de foguetes (LMF) de baseamento em navios foi criado pela Rússia, declarou Sergei Abramov, diretor industrial do departamento de armas convencionais, munição e química especial da Rostec, em entrevista à Sputnik.


Sputnik

"Nós temos um novo projeto de LMF de baseamento em navios. Além disso, há novidades na esfera de projéteis para esses sistemas, bem como na esfera de bombas", disse Abramov.


Lançador múltiplo de foguetes TOS-1ª Solntsepyok (imagem referencial)
Lançador múltiplo de foguetes russo TOS-1 © Sputnik / Vladimir Astapkovich

Em se tratando de munição para o LMF em questão, ele ressaltou projétil não guiado com ogiva de fragmentação altamente explosiva e novo projétil não guiado com ogivas de fragmentação cumulativa.

Abramov também lembrou que em 2017 foi iniciada a produção em série de nova bomba antissubmarino Zagon-2, que é altamente silenciosa e pode passar até quatro minutos suspensa na superfície do mar.

O diretor industrial revelou que está sendo desenvolvido um novo projétil de maior eficiência para aeronaves. Abramov acrescentou ainda que o Ministério da Defesa da Rússia analisa a eficácia das novidades através da experiência recebida em operações militares na Síria.

Como resultado, observou Abramov, o armamento russo não mostrou nenhum problema grave, e as pequenas modificações foram realizadas por especialistas russos em combates.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas