Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Reino Unido reforçará sua presença militar no Ártico para se opor à Rússia, diz mídia

O ministro da Defesa britânico, Gavin Williamson, disse que o Reino Unido pretende reforçar a presença militar no Ártico para “proteger” o flanco norte da OTAN das ações da Rússia, segundo o diário The Telegraph.
Sputnik

Segundo o jornal, mais de 1.000 fuzileiros navais da Marinha britânica farão treinamentos anuais com colegas noruegueses no âmbito de um programa previsto para dez anos, formando no futuro próximo um novo destacamento, assinalou Williamson durante uma visita à base militar em Bardufoss, na Noruega.


O ministro britânico mencionou também que o Reino Unido enviará no próximo ano para a região do Ártico um avião de patrulha marítima Poseidon P8 para vigiar a atividade crescente dos submarinos russos.

"Queremos melhorar nossas capacidades em condições de temperaturas abaixo de zero, aprendendo com antigos aliados, tais como a Noruega, ou monitorando as ameaças submarinas com nossos aviões Poseidon. Nos manteremos atentos a novos desafios", afirmou Williamson.

O minist…

Serviço Federal de Segurança russo detém cidadão americano suspeito de espionagem

Os agentes do Serviço Federal de Segurança (FSB, sigla em russo) detiveram em Moscou o cidadão norte-americano Paul Whelan por suspeita de espionagem, de acordo com a assessoria de imprensa do serviço.


Sputnik

Nota-se que a detenção ocorreu no dia 28 de dezembro.


Agentes do FSB da Rússia (foto de arquivo)
© Foto : Centro de Relações Públicas do FSB da Rússia

"No dia 28 de dezembro, em Moscou, os agentes do Serviço Federal de Segurança detiveram o cidadão norte-americano Paul Whelan durante um ato de espionagem", lê-se no comunicado do serviço.

Na sequência do ato foi aberta uma investigação, acrescentou a assessoria. As ações de investigação estão em curso.

Por enquanto, o serviço não divulgou mais detalhes do incidente.

De acordo com a legislação russa, o crime de que o suspeito é acusado prevê uma pena de 10 a 20 anos de prisão.

O Ministério das Relações Exteriores russo comentou o incidente. De acordo com ele, a embaixada dos EUA em Moscou, em rigoroso cumprimento da Convenção Bilateral Consular, foi avisada de forma atempada sobre o fato de detenção do cidadão dos EUA.

Por sua vez, o vice-presidente do Comitê de Segurança e Combate à Corrupção da Duma de Estado (câmara baixa do parlamento russo), Anatoly Vyborny, considera que a detenção de Whelan evidencia passos hostis continuados em relação à Rússia, destacando que os serviços russos reagem "de forma mais do que eficaz".

"Nossos serviços especiais, a meu ver, funcionam de forma mais do que eficaz […] Quanto à detenção deste indivíduo, trata-se de mais uma evidência dos passos hostis em relação ao nosso país", assinalou.

Comentários

Postagens mais visitadas