Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin ameaça retaliar se EUA instalarem mísseis na Europa

Em seu discurso sobre o estado da nação, presidente russo faz ataques a Washington e promete apontar seu arsenal para os Estados Unidos e para o continente europeu se mísseis americanos atravessarem o Atlântico.
Deutsch Welle

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou nesta quarta-feira (20/02) que seu país responderá a um possível envio de mísseis americanos à Europa, fazendo com que não apenas os países que receberem esses armamentos se tornem alvos, mas também os Estados Unidos.


Em seu discurso anual sobre o estado da nação em Moscou, Putin elevou o tom ao comentar uma nova e potencial corrida armamentista. Ele afirmou que a reação russa a um possível envio seria rigorosa e que as autoridades em Washington – algumas das quais estariam obcecadas com o "excepcionalismo" americano – deveriam calcular os riscos antes de tomar qualquer medida.

"É o direito deles de pensar da forma que quiserem. Mas eles sabem fazer cálculos? Tenho certeza que sabem. Deixemos que eles cal…

SpaceX coloca em órbita satélite da Força Aérea dos EUA

A companhia SpaceX lançou neste domingo desde Cabo Cañaveral (Flórida) um satélite com uma potente tecnologia GPS da Força Aérea dos Estados Unidos.


EFE

Miami - O satélite Global Positioning System III decolou desde uma plataforma do Complexo 40 da estação de Cabo Cañaveral a bordo do foguete Falcon 9 às 8h51 local (11h51, em Brasília), depois de quatro tentativas frustradas, a última delas no sábado e que teve que ser postergada por causa das más condições de tempo.


Resultado de imagem para SpaceX
Reprodução

O satélite deve começar a orbitar duas horas depois do lançamento, de acordo com a companhia.

O lançamento do GPS III, o número 21 da SpaceX durante 2018, representa o primeiro que a firma privada desenvolve com as Forças Armadas dos EUA.

O GPS III, segundo a empresa, "oferece serviços de posicionamento, navegação e sincronização que respaldam operações vitais dos Estados Unidos e aliados no mundo todo".

Pela natureza da missão, nesta ocasião a companhia não vai recuperar uma parte do foguete para voltar a ser reutilizada, como fez em outras oportunidades ao fazê-lo aterrissar em uma plataforma colocada no oceano.

O lançamento de hoje concretiza-se após quatro tentativas frustradas ao longo desta semana, os dois primeiros ocorridos na terça-feira e quarta-feira passadas, que foram adiados para revisar os sensores do foguete Falcon 9, enquanto na quinta-feira e no sábado o alerta de tornados e os fortes ventos obrigaram a suspender os planos.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas