Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa do Brasil tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial
Por Igor Gielow e Gustavo Patu | Folha de S.Paulo

A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.
Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o con…

Taiwan planeja atualizar destróieres classe ‘Kidd’

Taiwan vai atualizar sistema eletrônico em destróieres da classe Kidd para conter ameaça crescente da China


Poder Naval

TAIPEI – Taiwan gastará pelo menos NT$ 1,99 bilhão (US$ 64,4 milhões) em melhorias no sistema eletrônico dos quatro contratorpedeiros da classe “Kidd”, de acordo com o orçamento do Ministério da Defesa Nacional (MND) para 2019.

Tso Ying (DDG-1803)
Destróier Tso Ying (DDG-1803)

A atualização é projetada para conter os crescentes recursos de mísseis da China, informou a CNA – Central News Agency.

A atualização será feita para o sistema de guerra eletrônica AN/SLQ-32 dos destróieres e deverá estar concluída em 2023. De acordo com o orçamento do MND para 2019, a atualização será feita para melhorar a capacidade de contra-ataque da Marinha e melhorar a taxa de sobrevivência dos navios.

Um oficial da Marinha, citado pela reportagem, também disse que Taiwan comprará 16 mísseis Block 2IA do Standard Missile 2 (SM-2), para reforçar a capacidade superfície-ar de Taiwan.

Os destróieres são freqüentemente usados ​​para treinamento de longa distância, e a frota é geralmente posicionada na costa leste de Taiwan como parte do sistema de detecção antecipada das forças armadas.

FONTE: Taiwan News

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas