Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Capacetes brancos preparam novas provocações na Síria, diz enviado russo na ONU

Membros dos Capacetes Brancos estão preparando novas provocações com substâncias tóxicas na Síria, disse o vice-embaixador russo na ONU, Vladimir Safronkov, nesta quarta-feira (24) na reunião do Conselho de Segurança da ONU.
Sputnik

Safronkov observou que os Capacetes Brancos acusariam o governo sírio pelo uso de tais substâncias.

Mais cedo nesta quarta-feira (24), o Major General Viktor Kupchishin, chefe do Centro Russo para a Reconciliação Síria, argumentou que funcionários da mídia estrangeira na província síria de Hama conduziram uma filmagem falsa da "morte" de uma família supostamente devido ao uso de armas químicas pelas tropas sírias.

Em diversas ocasiões, Moscou e Damasco apontaram que os Capacetes Brancos estavam produzindo provocações envolvendo o uso de armas químicas com o objetivo de culpar o governo da Síria e dar aos países ocidentais justificativas para a intervenção no país.
A estratégia de encenar ataques para usá-los como falsa bandeira tem sido usada repetida…

Turquia continua enviando veículos militares para fronteira com Síria, diz mídia

Um comboio de veículos militares pesados das Forças Armadas turcas chegou à província de Urfa, que faz fronteira com a Síria, escreveu mídia turca neste sábado (29).


Sputnik

De acordo com a agência Anadolu, morteiros, tanques e outros veículos blindados foram transferidos de diferentes unidades militares do oeste da Turquia para fortalecimento da fronteira com a Síria.


Um soldado turco no veículo militar blindado patrulha a beira entre a Turquia e a Síria, perto da vila de Besarslan do sudeste, na província de Hatay, Turquia (foto de arquivo)
Tropa turca na fronteira com a Síria © REUTERS / Umit Bektas

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, declarou anteriormente que Ancara está pronta para iniciar operação militar na cidade síria de Manbij contra as Unidades de Proteção Popular dos curdos sírios (YPG) se os Estados Unidos não as retirarem de lá.

Posteriormente, Erdogan afirmou ter decidido adiar o início da operação militar na Síria depois de falar por telefone com o presidente dos EUA, Donald Trump, no dia 14 de dezembro, que resultou na decisão de Trump de retirar as tropas norte-americanas da Síria.

Na sexta-feira (28), o Estado-Maior General da Síria declarou entrada — a pedido da população — do exército na cidade de Manbij, antes controlada por curdos, e hasteou a bandeira da Síria.

Anteriormente, as YPG apelaram ao governo sírio para estabelecer o controle das áreas deixadas por suas tropas, particularmente Manbij, e para protegê-las da invasão turca. Como afirmou porta-voz do presidente da Rússia, Dmitry Peskov, o retorno das regiões curdas da Síria para o governo sírio é uma tendência positiva e expande a zona de influencia de Damasco.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas