Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin ameaça retaliar se EUA instalarem mísseis na Europa

Em seu discurso sobre o estado da nação, presidente russo faz ataques a Washington e promete apontar seu arsenal para os Estados Unidos e para o continente europeu se mísseis americanos atravessarem o Atlântico.
Deutsch Welle

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou nesta quarta-feira (20/02) que seu país responderá a um possível envio de mísseis americanos à Europa, fazendo com que não apenas os países que receberem esses armamentos se tornem alvos, mas também os Estados Unidos.


Em seu discurso anual sobre o estado da nação em Moscou, Putin elevou o tom ao comentar uma nova e potencial corrida armamentista. Ele afirmou que a reação russa a um possível envio seria rigorosa e que as autoridades em Washington – algumas das quais estariam obcecadas com o "excepcionalismo" americano – deveriam calcular os riscos antes de tomar qualquer medida.

"É o direito deles de pensar da forma que quiserem. Mas eles sabem fazer cálculos? Tenho certeza que sabem. Deixemos que eles cal…

Turquia decide entrar no norte da Síria mais cedo possível

O ministro das Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Cavusoglu, declarou que Ancara está determinada a entrar no norte da Síria, leste do rio Eufrates o mais cedo possível, informou o jornal turco Hurriyet.


Sputnik

Essa declaração chegou logo após as informações de que o presidente turco convidou seu homólogo estadunidense para visitar Ancara.


Soldados turcos estão em cima de tanque do exército turco de volta para a Turquia da cidade fronteiriça sírio-turca de Jarabulus em setembro na cidade fronteiriça turco-síria de Karkamis
Tropas turcas na fronteira com a Síria © AFP 2018 / BULENT KILIC

Anteriormente, o porta-voz do presidente da Turquia Recep Tayyip Erdogan revelou que militares dos EUA estão prontos para se encontrar com colegas turcos para discutir a coordenação na Síria em meio à saída das tropas estadunidenses do país.

Na quarta-feira (19), Donald Trump declarou que os EUA derrotaram o Daesh (grupo terrorista proibido na Rússia) na Síria, acrescentando que o grupo terrorista era a única razão pela qual as tropas dos EUA estavam combatendo no país do Oriente Médio.

Essa decisão foi criticada pelos aliados europeus dos EUA, incluindo a França e Alemanha. Mevlut Cavusoglu, por sua vez, declarou que a operação militar turca no norte da Síria seria adiada até as tropas norte-americanas saírem. Ao mesmo tempo, o porta-voz de Erdogan afirmou que Ancara planeja coordenar suas ações na luta contra terroristas com Moscou.

Em meados de dezembro, Erdogan declarou que o exército turco estaria em prontidão para iniciar, o mais breve possível, uma operação militar contra as forças das Unidades de Proteção Popular curdas (YPG), ao lado oriental do rio Eufrates. Entretanto, depois de conversa telefônica com o presidente dos EUA, Donald Trump, o presidente declarou ter decidido adiar o início da operação militar na Síria.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas