Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil prevê inaugurar estação na Antártica em 2020, oito anos após incêndio

Obra é executada por uma empresa chinesa e, segundo a Marinha, se aproxima do final. Incêndio em 2012 destruiu estação, e dois militares morreram.
Por Guilherme Mazui | G1 — Brasília

Passados sete anos desde o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, a Marinha prevê inaugurar a nova estação em março de 2020.

Executada pela empresa chinesa Ceiec, a obra se aproxima do final, segundo a Marinha, que prevê concluir as obras civis e a instalação de máquinas e mobiliário até 31 de março, iniciando um período de testes do complexo científico até março de 2020. Após os testes, a estação poderá receber militares e pesquisadores.

"A previsão de inauguração é março de 2020, quando os pesquisadores e o Grupo-Base [de militares] deverão ocupar em definitivo as instalações da nova Estação Antártica Comandante Ferraz", informou a Marinha ao G1.

Com investimento de US$ 99,6 milhões, o complexo receberá profissionais que atuam no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), criad…

Turquia pretende comprar 120 caças F-35 dos EUA

Ancara tem intenção de adquirir 120 caças F-35 norte-americanos de quinta geração, declarou o presidente turco Recep Tayyip Erdogan.


Sputnik

"Vamos comprar 120 aeronaves F-35 fabricadas pelos Estados Unidos. Alguns componentes dessas aeronaves são fabricados na Turquia", disse Erdogan em um comício em Istambul transmitido pelo canal NTV.


Caça norte-americano F-35 Lightning II
F-35 Lightning II | CC0

A compra dos caças será realizada no âmbito do programa multinacional de desenvolvimento do F-35 sob a égide dos EUA e ao qual Ancara aderiu em 2002.

Anteriormente, uma transferência dos dois primeiros F-35 à Turquia foi realizada nas instalações da Lockheed Martin em Fort Worth, no estado norte-americano do Texas. No final de outubro, o ministro da Defesa turco, Hulusi Akar, informou que em março de 2019 os EUA entregarão para a Turquia mais dois caças F-35. Um porta-voz do Secretariado da Indústria de Defesa da Turquia disse à Sputnik que as aeronaves entregues a Ancara permanecerão nos Estados Unidos até novembro de 2019 para treinamento dos pilotos turcos.

Previamente, o Congresso dos EUA declarou que pretendia suspender o fornecimento dos caças F-35 à Turquia devidos aos planos de Ancara de adquirir sistemas de defesa antiaérea S-400 da Rússia. Os senadores introduziram no orçamento da defesa uma emenda, segundo a qual o Departamento de Defesa dos EUA deveria elaborar um relatório avaliando potenciais "mudanças significativas" no fornecimento das aeronaves à Turquia. O ministro das Relações Exteriores turco, Mevlut Cavusoglu, observou que Ancara não vê problemas com o fornecimento dos caças F-35.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas