Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Prestes a 'ganhar' território do tamanho da Arábia Saudita, Brasil carece de recursos para defesa

A ONU deve ratificar no próximo mês, o pleito brasileiro em estender sua faixa de águas jurisdicionais em pelo menos 2,1 milhões de km², uma área equivalente à extensão da Arábia Saudita. Para especialista ouvido pela Sputnik Brasil, movimento precisa vir acompanhado de modernização da Marinha.
Sputnik

Como a Sputnik Brasil mostrou em maio, a demanda já dura há pelo menos 30 anos e tem relação com medições técnicas sobre o ponto onde termina o Brasil continental e até onde é lícito explorar as águas do entorno. O mar territorial brasileiro têm atualmente cerca de 12 milhas náuticas (22 quilômetros) na faixa de água e uma zona econômica exclusiva de 200 milhas náuticas (370 quilômetros). Na parte de solo e sub-solo, área na qual o Brasil pleiteia a extensão, há um limite de mais 200 milhas regulamentadas.

Responsável pela proteção da área oceânica, a Marinha brasileira vem desenvolvendo pesquisas na região desde 2004. Os militares já identificaram potencial possibilidade de exploração de …

Turquia pretende comprar 120 caças F-35 dos EUA

Ancara tem intenção de adquirir 120 caças F-35 norte-americanos de quinta geração, declarou o presidente turco Recep Tayyip Erdogan.


Sputnik

"Vamos comprar 120 aeronaves F-35 fabricadas pelos Estados Unidos. Alguns componentes dessas aeronaves são fabricados na Turquia", disse Erdogan em um comício em Istambul transmitido pelo canal NTV.


Caça norte-americano F-35 Lightning II
F-35 Lightning II | CC0

A compra dos caças será realizada no âmbito do programa multinacional de desenvolvimento do F-35 sob a égide dos EUA e ao qual Ancara aderiu em 2002.

Anteriormente, uma transferência dos dois primeiros F-35 à Turquia foi realizada nas instalações da Lockheed Martin em Fort Worth, no estado norte-americano do Texas. No final de outubro, o ministro da Defesa turco, Hulusi Akar, informou que em março de 2019 os EUA entregarão para a Turquia mais dois caças F-35. Um porta-voz do Secretariado da Indústria de Defesa da Turquia disse à Sputnik que as aeronaves entregues a Ancara permanecerão nos Estados Unidos até novembro de 2019 para treinamento dos pilotos turcos.

Previamente, o Congresso dos EUA declarou que pretendia suspender o fornecimento dos caças F-35 à Turquia devidos aos planos de Ancara de adquirir sistemas de defesa antiaérea S-400 da Rússia. Os senadores introduziram no orçamento da defesa uma emenda, segundo a qual o Departamento de Defesa dos EUA deveria elaborar um relatório avaliando potenciais "mudanças significativas" no fornecimento das aeronaves à Turquia. O ministro das Relações Exteriores turco, Mevlut Cavusoglu, observou que Ancara não vê problemas com o fornecimento dos caças F-35.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas