Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA: sanções contra Venezuela servem como 'alerta para atores externos, incluindo Rússia'

Na última terça-feira (17), o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, culpou a Rússia e a Venezuela pela crise de refugiados observada no país latino-americano.
Sputnik

O conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, anunciou nesta quarta-feira (17) que os EUA estão impondo uma nova rodada de sanções contra a Venezuela, acrescentando o banco central do país à lista de restrições. 

Segundo o conselheiro de Segurança Nacional, as sanções recém-aplicadas deveriam se tornar um alerta para "todos os atores externos, inclusive a Rússia".

Desde o início da crise política na Venezuela no início deste ano, os EUA impuseram várias rodadas de sanções, visando os setores petrolífero e bancário do país, bem como indivíduos ligados às autoridades do país.

A Venezuela está sofrendo grave crise política desde janeiro. Junto com outros países ocidentais, os EUA apoiam Juan Guaidó, que se proclamou presidente interino da Venezuela. Ao mesmo tempo, Rússia, China e Turquia, entre outros…

Ataque a base do serviço secreto do Afeganistão deixa 12 mortos e 28 feridos

Um ataque dos talibãs a uma base do Diretório Nacional de Segurança do Afeganistão recentemente construída na província de Maidan Wardak, na região central do país, deixou 12 mortos e 28 feridos nesta segunda-feira.


EFE

Cabul - "Recebemos no hospital da província 40 vítimas do ataque, sendo que 12 delas morreram antes de chegar e 28 estão feridas", afirmou em entrevista à Agência Efe o chefe do Departamento de Saúde Pública de Maidan Wardak, Salim Asarkhil.


Soldado afegão em foto de 2018. EFE/ Hedayatullah Amid
Soldado afegão em foto de 2018. EFE/ Hedayatullah Amid

Não há civis entre as vítimas, segundo Asarkhil. Segundo ele, quase todas as pessoas levadas ao hospital eram integrantes das forças de segurança do Afeganistão.

Sardar Bakhtiar, integrante do conselho provincial de Maidan Wardak, informou que o ataque à base do Diretório Nacional de Segurança, principal órgão do setor no país, começou às 7h30 no horário local (1h em Brasília).

"Um primeiro terrorista suicida detonou um carro cheio de explosivo contra a base. A explosão foi seguida de um tiroteio de cerca de 20 minutos depois de vários insurgentes terem entrado no edifício", explicou Bakhtiar à Efe.

A base militar, onde atuam cerca de 150 funcionários da agência de inteligência, fica a menos de dois quilômetros da capital da província, Maidan Shahar.

O porta-voz dos talibãs, Zabihullah Mujahid, reivindicou a autoria do atentado em breve comunicado. Segundo ele, os insurgentes assassinaram "vários soldados e oficiais das forças especiais".

Maidan Wardak, situada ao sul de Cabul, faz divisa com Ghazni e Logar, duas províncias bastante instáveis do país, e tem uma importância estratégica para o governo, já que liga o sul com a região central do Afeganistão.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas